Dicas de Viajantes

Círio de Nazaré - Festa é uma das mais emocionantes do Norte do país
Guia da Cidade Hotéis e Pousadas Aluguel por Temporada Envie sua dica
Filtrar por categoria
Em destaque
Mais recentes

"Imperdível"

Enviada por Alvaro Luiz Cunha Ferreira

Foi a dois em 2018 e achou Excelente!

Combu7
Combu7 Enviada por Alvaro Luiz Cunha Ferreira
Não deixe de visitar Combú, é um excelente passeio para a família, pois, no restaurante que fui (Chalé da Ilha) havia piscina para crianças e bar molhado. Vá de táxi até onde saem os barcos para a ilha, todos conhecem. 

Fui agora no Círio Out/2018. A passagem custou por pessoa R$ 10,00. Uma boa dica é ir bem cedo por volta das 9 hs, para conseguir em bom lugar no restaurante que escolher e atenção na hora da volta, pois os barcos ficam lotados no fim da tarde, dificultando o embarque, pois, barcos tem limite de passageiros.

"Boteco da Ilha Imperdível"

Enviada por acir mario freitas

Foi a dois em 2019 e achou Excelente!

Combu7
Combu7 Enviada por Alvaro Luiz Cunha Ferreira
o lugar é espetacular e o restaurante Boteco da Ilha tem o diferencial de fazer ou pagar o transporte de ida e volta para Belém e uma loja de chocolate. A comida é maravilhosa e o preço honesto. Para o futuro, os donos têm um projeto de quartos para pernoite.

"Bucólica Mosqueiro"

Deoclécio Neves Cordeiro Junior

Enviada por Deoclécio Neves Cordeiro Junior

Foi com amigos em 2013 e achou Excelente!

Tapiocaria de Vila de Mosqueiro
Tapiocaria de Vila de Mosqueiro Enviada por Deoclécio Neves Cordeiro Junior
Distante 70 Km do centro de Belém, O Distrito de Mosqueiro guarda imagens maravilhosas dos seus chalés, de 15 praias de água doce, com ondas e de uma temperatura super agradável. Mosqueiro possuí uma boa infraestrutura turística com meios de hospedagem para todos os bolsos e gostos ( de R$80,00 a R$ 250,00 a diária), e boa diversidade de oferta gastronômica, tendo como destaque a barraca de praia Lambretta 62, na Praia do Chapéu Virado, onde pode-se desfrutar dos deliciosos pratos a base de peixes (Dourada, Filhotes, Pescadas, etc) e de uma iguaria que merece atenção total, a Unha de Caranguejo acompanhada por um azeite grego é para comer de joelhos a agradecer à Deus pelo conjunto da obra.
Pecado mortal é, estando em Mosqueiro, não conhecer as deliciosas tapiocas da Vila de Mosqueiro, outro ícone deste lugar maravilhoso é tão próximo do centro de Belém!!!

"Minhas impressões sobre Belém"

Enviada por Denise

Foi com a família em 2015 e achou Excelente!

Vista da Estação das Docas
Vista da Estação das Docas Enviada por Denise
Belém foi um destino surpreendente. Aliamos a necessidade de estar em Belém para participar de um congresso muito bem organizado pela UFPA, ao prazer de conhecer a cidade. Nesta postagem quero falar sobre os locais que visitamos.

Belém é um daqueles locais em que a vida urbana acontece enquanto você passeia. Por isso, espere encontrar trânsito, preocupações com a segurança e outras situações típicas de qualquer capital brasileira. À exceção desses desconfortos, é uma cidade que merece ser visitada.

Há muitos locais imperdíveis, dentre os quais destaco o Theatro da Paz, muito bem conservado, com uma visitação guiada que propicia conhecer aspectos históricos e as peculiaridades do local.



Algumas atrações se concentram muito próximas de outras, o que favorece a visitação. É o caso da Catedral de Belém, do Forte do Presépio, do Museu de Arte Sacra e da Casa das Onze Janelas, todos situados em uma mesma praça. A circulação no local é muito tranquila e bastante segura. O Forte, que fica a céu aberto, conta com vigilantes que promovem a segurança no local. É possível fazer lindas fotografias com muita tranquilidade. Os locais são limpos e organizados. A Casa das Onze Janelas funciona como um local para exposições. Quando estivemos lá, havia poucas obras, por isso, não achamos muito atraente. Por outro lado, é na Casa das Onze Janelas que funciona o Boteco das Onze, com pratos deliciosos e um atendimento impecável. Nossa sugestão é de que o passeio ao local termine com uma boa refeição. Não é fácil estacionar no local, portanto, é melhor ir de táxi.



Não muito distante desse complexo fica o conjunto do Mercado Ver-o-Peso, com o mercado do peixe e o mercado das carnes. O Ver-o-Peso fica a céu aberto e os próprios moradores e comerciantes sugerem que os visitantes não ostentem máquinas fotográficas, celulares, correntes. De fato, enquanto estávamos lá, um turista foi furtado. Existe a presença de policiais e guardas municipais no local, mas pouco suficiente para que o turista se sinta confortável para fotografar e conversar sobre os tantos atrativos regionais. Nossa sugestão é deixar a máquina e as bolsas no hotel, vestir uma roupa confortável e simples e não levar muito dinheiro. Em frente ao Ver-o-Peso, fica o mercado das carnes, de visita obrigatória para conhecer a construção de ferro com estilo inglês.



Ao lado do mercado fica a Estação das Docas, um local fechado com muitas opções de restaurantes e algumas lojas de artesanato. Logo no primeiro dia, visitamos o restaurante Peixaria da Estação, onde fomos apresentados ao tucupi e ao jambu servidos com filhote. Um prato excelente e muito bem preparado. Ainda na Estação das Docas, está um quiosque a sorveteria Cairu, com uma grande variedade de sabores, com destaque para as frutas regionais - maravilhoso! Apesar de a Estação das Docas ficar próxima ao mercado, não sugerimos que sejam passeios realizados na sequência um do outro, justamente porque as máquinas e a bolsa que você deixou no hotel podem (e devem) ser utilizadas na estação.



Outro passeio interessante é ao Mangal das Garças, um local também fechado, com muita segurança, onde circulam animais, principalmente aves, de uma beleza deslumbrante. No mangal também há um borboletário e um mirante, mas este não estava aberto durante nossa visitação. O local vale a visita porque é um lugar de paz, muito bem mantido, excelente para andar com calma e fazer belas fotografias. Vale, também, em razão de nele estar localizado o restaurante Manjar das Garças, com preço único e buffet variadíssimo, uma ótima oportunidade para ampliar conhecimentos sobre a culinária regional.


Próximo ao Mangal das Garças, agora em local aberto, está o Portal da Amazônia, espaço de lazer e eventos à margens da Baía do Guamá. Como não havia atrativos no dia da nossa visita, apenas passamos de carro, mas valeu a pena, especialmente por estar tão próximo ao Mangal.

Sugerimos que o roteiro para o Mangal das Garças se inclua uma visita ao Complexo João Liberto, onde funciona um polo joalheiro, com peças produzidas com pedras brasileiras, e um pequeno museu. Nesse local, também há um espaço em que são expostas peças de artesanato local, com muita variedade, com total segurança, o que o torna muito atraente.



Sugerimos que os deslocamentos sejam feitos de táxi para evitar problemas com estacionamento e o desgaste de dirigir, o que impede o motorista de apreciar a arquitetura, muitas vezes descuidada, com os azulejos típicos da cidade original - aspecto que deveria merecer mais atenção dos órgãos públicos. Saindo do hotel, utilize os táxis das cooperativas, mais confortáveis e bem mais novos. Nem sempre é possível fazer essa escolha na volta e, nesses casos, prepare-se para encontrar veículos mais velhos e desgastados.



Apesar de observarmos a diferença de conforto entre os táxis das cooperativas e os comuns, notamos duas peculiaridades que devem ser destacadas. A primeira delas é que em nenhum dos casos que utilizamos táxis, de quaisquer espécies, notamos a tentativa dos motoristas em majorar o preço da tarifa ou aumentar o percurso. Pelo contrário, os valores das corridas eram sempre semelhantes quando se tratavam de destinos iguais. A segunda, e talvez a mais importante, é que, independente do tipo de táxi, os motoristas eram sempre muito atenciosos, muito gentis, interessados em mostrar a cidade.



A simpatia, aliás, parece ser uma característica do povo belenense. Observamos isso nos pontos turísticos, nos táxis, nos restaurantes, nos mercados, em feiras de rua, nas lojas, na UFPA, no hotel. Esse ingrediente, que acreditamos ser importante para qualquer turista, torna a cidade ainda mais atraente.



Fomos em fevereiro e, apesar de quente, o clima não causou desconforto. Os ambientes fechados são muito bem refrigerados e o ar úmido nos pareceu confortável em comparação ao clima seco que vivemos no Sudeste do país.



Resumo: vale a pena incluir Belém do Pará nos planos de passeio. Uma certa organização vai tornar tudo muito mais agradável. De nossa parte, planejamos voltar para conhecer o que não pudemos visitar, se possível, na época do Círio de Nazaré.

"Visita obrigatória."

Enviada por Denise

Foi com a família em 2015 e achou Excelente!

Visita obrigatória
Visita obrigatória Enviada por Denise
Se estiver em Belém por apenas um dia, este local deve estar no roteiro de suas visitas.

É fascinante e as visitas são guiadas. Há dias de visitação gratuita, mas as entradas, quando cobradas, são acessíveis. Informe-se sobre horários.

"Lugar gostoso e agradável"

Enviada por Keith Morata Borges

Foi com a família em 2016 e achou Excelente!

Incrível!
Incrível! Enviada por Raimundo Fernandes De Lima
Uma delícia de parque!
Pequeno, porém muito agradável.
Tem um mirante, com vista para o rio, imperdível.
Animais soltos, como iguanas, garças, guarás vermelhos, patinhos, flamingos...
o Borboletário também vale a visita.
Gostamos

"Bem agradável"

Enviada por Keith Morata Borges

Foi com a família em 2016 e achou Excelente!

Na Cidade Velha
Na Cidade Velha Enviada por Sidney Sperduto
Vale o passeio.
Fomos andando do mercado Ver-o-peso e nos surpreendemos com a beleza, limpeza, história e vista linda do lugar.
Dá para ver o mercado, as docas, o rio...
Recomendo

"Divertido e cultural"

Enviada por Keith Morata Borges

Foi com a família em 2016 e achou Excelente!

Divertido e Cultural
Divertido e Cultural Enviada por Keith Morata Borges
Vale conhecer!!
Uma bagunça organizada e divertida!
Adoramos!
Uma diversidade cultural, com comidas variadas, artesanato, sucos, música tecnobrega, melody e mais ritmos que só se encontram no Pará.
Os comerciantes são bem simpáticos.

"Me surpreendi em Belém"

Nilda Escobar

Enviada por Nilda Escobar

Foi sozinho em 2014 e achou Muito bom

Estive em Belém do Pará por apenas três dias e foi bastante divertido. Tirando o calor local eu aproveitei cada minuto que lá estive. Minha guia turística foi minha sobrinha, a qual me mostrou alguns dos pontos turísticos locais. Se preparem para muito calor e sol forte e chuvas no final da tarde. Conheci o mercado Ver o Peso, onde se encontra tudo, desde camarões frescos, peixes, castanhas e ervas, com preços mais acessíveis. Não gostei muito do local, mal cheiroso por causa dos produtos expostos. Experimentei a cerveja artesanal no Amazon Beer e gostei muito de uma feita com açaí. A Estação das Docas é um local que foi reformado pelo governo local. Tornou-se um lugar de lazer, com barzinhos, artesanato, muito bem frequentado. Lá possui um palco móvel no teto e é bem interessante você ver os cantores fazendo o seu show e sendo deslocados nos trilhos acima de sua cabeça. Não deixe de experimentar os sorvetes da Cariu, uma delícia, feito das frutas naturais. O preço não é muito suave, uma bola sai por R$ 6,50. Do lado de fora do Estação das Docas tem o Marujos, os garçons vestem tipicamente um uniforme de marinheiro. Experimente a cerveja na Torre, nada mais que um filtro com uma torneira que comportam 2,5 litros de cerveja ou shopp. No mesmo local possui um grande palco para shows e pude prestigiar o músico local Arthur Espíndola. Se gostar de músicas do saudoso Elvis Presley vá conhecer o bar Old School Rock Bar e assista o show do Elvis da Amazônia. É um cover que interpreta lindamente Elvis, a semelhança na voz é impressionante. Não deu tempo de conhecer as praias próximas e nem Salinas para ver o mar. Precisa ir conhecer a Catedral da Sé.Na próxima viagem a Belém eu quero ir nestes locais. São as minhas dicas.

"Um manjar... de graça e encantamento"

charles jobim

Enviada por charles jobim

Foi com a família em 2014 e achou Excelente!

Lindo!
Lindo! Enviada por Raimundo Fernandes De Lima
Ótima dica de viagem para quem tem filhos pequenos... lugar encantador para passear e admirar a beleza exuberante da fauna existente... Vários ambientes para tirar aquela foto de férias... não deixe de ir... vale a pena... e, se puder, se delicie no saborosíssimo restaurante Manjar das Garças (um pouquinho salgado é bem verdade... mas acredite... vale cada centavo).
Aproveite todos os ambientes... o mirante... o borboletário, o orquidário, o museu, as fontes, a torre... cada lugar é mais bonito que o outro...
Passeio ideal para namorar e ir com a família!
Mais dicas

Mais informações e atrações de Belém

Copyright 2000-2021 Férias Brasil©