Cânion do Buracão - Chapada Diamantina (BA)

Burac-o-canion-de-acesso-Ibicoara-BA-Foto-Jo-o-Ramos-Bahiatursa-115 Joao Ramos - Bahiatursa

O ponto alto do passeio, que acontece na cidadezinha de Ibicoara, é a cachoeira do Buracão, com 85 metros em meio a um cânion. Mas até chegar ao cenário espetacular, são muitas as aventuras e as belas paisagens. A caminhada de uma hora passa pelo Rio Manso, "Espalhado" - conjunto de pequenos poços -, Buracãozinho... Na hora de acessar o cânion, em um trecho onde as medidas são três metros de largura e 90 de altura, é preciso decidir: colocar um colete salva-vidas e nadar ou atravessar uma pinguela em meio aos paredões. Quem enfrenta os desafios é recompensando por um banho no conjunto formado pela imensa piscina natural e a queda encantadora. No caminho de volta, dois mirantes descortinam a cachoeira e o "buracão"- a vontade é de voltar e sentir a emoção toda de novo!

Cânion do Xingó - Aracaju (SE)

C-nion-de-Xing-Setur-SE Setur/SE

Um dos passeios mais bonitos do Sergipe é o de escuna ou catamarã pelo rio São Francisco. O ponto de partida é a cidade de Canindé, a 200 quilômetros de Aracaju. Depois de meia hora de navegação, chega-se ao imponente cânion do Xingó, com direito a mergulho nas águas verdes do Velho Chico. Barquinhos levam ao miolo dos cânions, onde as embarcações de maior porte não conseguem entrar. É possível ainda fazer stand up paddle nas águas tranquilas e praticar rapel nos belos cânions. Imperdível também é assistir ao pôr do sol de cima das pedras douradas. Da capital a Canindé são cerca de três horas de viagem. Para quem está em Maceió (AL), é possível pegar os barcos em dois pontos em Alagoas: Olho d'Água e Delmiro Gouveia.

Cânion Fortaleza - Cambará do Sul (RS)

C-nion-Fortaleza-Lorena-Bortoloti Lorena Bortoloti

Uma das regiões mais famosas do Brasil por conta de seus cânions é a divisa entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Por lá está um dos maiores cânions do país - o Fortaleza, cujo nome se deve à configuração do terreno, talhado de tal forma que lembra as muralhas de um forte brotando da terra, com suas pontes e torres. Em alguns pontos, suas escarpas ultrapassam os 900 metros de altura. E ainda tem mais: o cânion se estende por cerca de sete quilômetros, tem dois quilômetros de largura e uma altitude de 1.240 metros acima do nível do mar. Toda essa belezura está protegida no Parque Nacional de Serra Geral e, o melhor ponto para observá-lo, é do Mirante do Fortaleza, na borda da garganta. Dali, é possível observar cerca de 95% do cânion e apreciar o Rio da Pedra correndo lá embaixo.

Cânion Itaimbezinho - Cambará do Sul (RS)

aaa Junior Scandolara

Ainda entre os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o Parque de Aparados da Serra também tem um cânion como sua principal atração: o Itaimbezinho, com quase seis quilômetros de extensão! A profundidade chega a 700 metros e a largura, a 600 metros, formando paredões e fendas surpreendentes, com direito ao verde da mata Atlântica em seu interior. Três trilhas apresentam o cânion, sendo que duas têm início na parte alta: Trilha do Vértice (1,5km) e a Trilha do Cotovelo (6 km). Os trajetos podem ser percorridos a pé ou de bicicleta e não necessitam de guia. Já a Trilha do Rio do Boi (8km) segue pelo interior do cânion, é feita a pé, precisa ser agendada e acompanhada por guia. O acesso é pela cidade de Praia Grande, em Santa Catarina.

Cânion das Bandeirinhas - Serra do Cipó (MG)

Serra-do-Cip-Raquel-Alves Raquel Alves

Formado pelo afunilamento do Ribeirão Bandeirinhas, o cânion de seis quilômetros apresenta uma sucessão de cascatas, cachoeiras e piscinas naturais - tudo protegido pelo Parque Nacional da Serra do Cipó, a cerca de duas horas de Belo Horizonte. No interior dos blocos de rochas, que chegam a 80 metros de altura, é comum a presença de orquídeas e ninhos de pássaros. O acesso é por trilha de nível moderado, de 12 km, vencidos em 3h de caminhada ou de bike. No percurso até o atrativo, paisagens da Serra da Lagoa Dourada e travessia pelo ribeirão Mascate, com o fundo coberto de pedras escorregadias.

Cânion do Guartelá - Tibagi (PR)

Tibagi-Joel-Rocha-Setur-Paran Joel Rocha - Setur

A concentração de cachoeiras, corredeiras e formações rochosas atraem os adeptos do ecoturismo ao Parque Estadual do Guartelá, cartão-postal de Tibagi. O principal tesouro por ali é o cânion de Igapó, o sexto mais extenso do mundo, com 32 quilômetros e 450 metros de altura. A trilha que leva ao atrativo, de 10km e nível moderado, é feita somente com autorização do parque: por dia entram apenas 40 pessoas, 20 de manhã e 20 à tarde. Programe-se para não ficar de fora!

Cânion Diquaba - Capitólio (MG)

Capitolio-Departamento-de-Turismo-e-Lazer Dep. Turismo e Lazer

Artificial, o lago de Furnas foi criado para a instalação de uma usina hidrelétrica, compreendendo 34 municípios, sendo um dos maiores do mundo. Uma dessas cidades é Capitólio, onde as atrações emolduram o espelho d´água em forma de cachoeiras, piscinas naturais, grutas e, claro, cânions! Eles chegam a 20 metros e podem ser apreciados em passeios de escuna, chalana, lancha e catamarã, com direito a refrescantes banhos em meio às águas verde-esmeralda. Em terra firme, a belas formações rochosas podem ser observadas do alto do Morro do Chapéu, a 1.293 metros de altitude.



Compartilhe:
+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2019 Férias Brasil©