Costa das Baleias

Instituto Baleia Jubarte / Divulgação

A cereja do bolo do roteiro é o Arquipélago de Abrolhos. O Parque Nacional Marinho, um verdadeiro santuário ecológico, abriga uma infinidade de espécies animais dentro e fora da água. O mar calmo e transparente é perfeito para passeios de barco e também para mergulho, onde peixes e corais colorem cada cantinho onde a vista alcança. E ainda tem as aves, que não se cansam de fazer festa quando chegam os visitantes. Vá entre os meses de julho e setembro para ter mais um privilégio: ver de perto as baleias jubarte. As embarcações partem das cidades de Prado e Caravelas.

Costa do Descobrimento

Tayse Argôlo / Setur BA

O cenário paradisíaco do Sul da Bahia foi onde aportaram os portugueses em 1500. Cabral e seu turma desembarcaram em Porto Seguro, onde hoje a animação é garantida o ano inteiro - seja nas praias ou na Passarela do Descobrimento. Mas quem procura um cenário mais bucólico, as vilas de Caraíva, Santo André, Trancoso e Arraial d´Ajuda ainda guardam praias desertas como há 500 anos - além de muito charme, no caso das duas últimas. Já em Santa Cruz Cabrália, as aldeias indígenas mantêm as tradições através dos costumes e do artesanato.

Costa do Cacau

Jota Freitas / Bahiatursa

Por aqui, a "menina dos olhos" é Itacaré, onde a natureza caprichou ainda mais nos detalhes. As praias são paradisíacas e salpicadas de coqueiros - a maioria, perfeita para prática do surf. O acesso a vários desses recantos é feito por trilhas, sendo que muitas levam ainda a cachoeiras, rios e cenários sempre emolduradas por morros cobertos de Mata Atlântica. As caminhadas e os passeios de bicicleta, jipe, canoa e caiaque são os mais indicados para explorar Itacaré que, apesar do estilo "roots", reúne pousadas confortáveis, resorts sofisticados, restaurantes de cozinha internacional...

Costa do Dendê

Gabriel Carvalho / Setur BA

Sossego e agito - e muita natureza - se encontram no arquipélago de Tinharé. Quem procura animação, desembarca em Morro de São Paulo, com suas praias "numeradas", seu centrinho repleto de restaurantes, seu pôr do sol visto do alto, sua tirolesa surpreendente... Já quem só quer saber de relaxar, segue mais adiante, até à ilha de Boipeba, com sua rusticidade refletida nas ruas de areia e nas encantadoras piscinas naturais de Morerê. Fora do arquipélago, mas no mesmo estilo, é a Península de Maraú. Por lá estão a vila de Barra Grande, com um certo movimento; e as belíssimas piscinas de Taipus de Fora, quase sempre desertas.

Baía de Todos os Santos

Rita Barreto / Bahiatursa

A "rainha da cocada preta" dessa região é a capital Salvador! Colorida, alegre e festeira a cidade é a cara da Bahia. No Pelourinho, em especial, religiosidade, arquitetura colonial e mistura de povos se esbarram em cada esquina e viela. A cidade ainda vai além, com praias cantadas em verso e prosa; gastronomia típica que não se acanha na pimenta e no dendê; e espaços modernosos como a Marina Bahia e o Museu de Arte Moderna, onde o pôr do sol consegue ser ainda mais espetacular.

Costa dos Coqueiros

Jota Freitas / Bahiatursa

Apesar do nome, são as tartarugas a marca registrada do roteiro! A Praia do Forte, cartão-postal da Costa dos Coqueiros, abriga uma das sedes mais famosas do Projeto de Tamar. Lá é possível observar os animais nos aquários e nos tanques de criação, sempre acompanhados por biólogos que explicam as peculiaridades de cada espécie. Quem estiver na área entre os meses de dezembro e fevereiro ainda ganha um bônus - pode participar do emocionante processo de soltar as tartaruguinhas recém-nascidas no mar!

Chapada Diamantina

João Ramos / Bahiatursa

Localizada no coração da Bahia e longe da praia, a Chapada tem sua história relacionada à exploração do garimpo entre os séculos 17 e 19. O ouro acabou há muito tempo, mas as belezas naturais continuam intactas! São centenas de atrativos como cachoeiras, mirantes, cavernas repletas de estalactites, grutas inundadas onde o mergulho é obrigatório... tudo espalhado e abrigado no parque nacional, que envolve cidades encantadoras como Lençóis, Igatu, Mucugê...

Recôncavo Baiano

Rita Barreto / Bahiatursa

História e preservação são os atrativos das cidadezinhas que formam o recôncavo - em especial, Cachoeira e São Félix - salpicadas de igrejas e casario colonial espalhados por praças, ruas, becos e ladeiras e que revelam toda a riqueza da época da nobreza. E ainda tem mais: em Cachoeira acontece um dos eventos mais emocionantes da Bahia - a Festa de Nossa Senhora da Boa Morte, em agosto, organizada pela irmandade comandada por senhoras negras. Já em São Félix são fabricados os melhores charutos artesanais do país!

Vale do São Francisco

Jota Freitas / Bahiatursa

Vinícolas sob o sol da Bahia? Tem sim, senhor! Graças às águas do rio São Francisco, o solo é fértil e permite a plantação de uvas em pleno sertão nordestino. Um dos programas mais concorridos é o enoturismo na Fazenda Ouro Verde. Além de visita aos parreirais, o programa inclui harmonização de vinhos e, para acompanhar, nada mais típico que a carne de bode! Não deixe de embarcar no Vapor do Vinho, uma embarcação que permite subir à eclusa do Lago Sobradinho e apreciar toda a beleza do Vale do São Francisco. Para embalar a viagem, a trilha sonora traz belas canções regionais.

+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.
instagram
twitter