Fernando de Noronha (PE)

Hans von Manteuffel

Impossível não cair de amores pelo companheiro de viagem tendo Noronha como cenário! Seja nos mirantes que descortinam as águas cristalinas das baías do Sancho e dos Porcos (e o Morro Dois Irmãos) ou num mergulho na praia do Atalaia ou do Sueste, ao lado de tartarugas, arraias, tubarões, polvos e muitos peixes... E ainda tem as areias douradas da Cacimba do Padre, o pôr do sol no forte do Boldró e o forró do Bar do Cachorro. Para brindar, siga para o Mergulhão, um restaurante com vista linda para o morro do Pico, no porto de Santo Antônio.

Monte Verde (MG)

Divulgação

Monte Verde rima com jantar à luz de velas, lareira, vinho... e viagem a dois! A atmosfera de romance inclui ainda fondues e passeios por ruas emolduradas por construções em estilo alpino. E ainda tem aventuras a bordo de jipes e quadriciclos a 1.300 metros de altitude, sempre tendo as araucárias como testemunhas. O clima rústico da vila não impediu o avanço das mordomias e dos bons serviços: pousadas e restaurantes capricham nas receitas tipicamente mineiras ou inspiradas na culinária europeia.

São Miguel dos Milagres (AL)

Christian Knepper

Um dos recantos mais belos da Costa dos Corais, a vila de pescadores mantém o charme de suas praias selvagens e salpicadas por pousadas e restaurantes estrelados. Um dos programas imperdíveis por lá - além de andar pelos quilômetros de paisagens desertas contornadas por coqueiros - é passear de jangada rumo às piscinas naturais. Na hora de lagartear na areia dourada ou na sombra os coqueirais, são muitas as opções de praias. Na do Patacho, praticamente não existe construções; já na quase sempre deserta praia do Toque, a faixa de areia plana é excelente para caminhadas e passeios de bike.

Domingos Martins (ES)

Prefeitura de Domingos Martins

O Espírito Santo não é destino exclusivo de sol e praias. Ao contrário do litoral, as temperaturas médias na serra capixaba ficam em torno dos 12 graus. Em Domingos Martins, o frio, agregado ao charme da arquitetura europeia, das pousadas aconchegantes, das lojinhas de artesanato e da boa mesa, faz da região uma das preferidas dos casais em busca de um clima de lua de mel. Para completar, a região é emoldurada pela bela Pedra Azul, que ganhou status de parque estadual e abriga piscinas naturais, cachoeiras e trilhas.

Trancoso & Espelho (BA)

Gracie Croce

Impossível não se apaixonar pela paisagem formada pelas falésias coloridas que emolduram as praias do Sul da Bahia. Na vila de Trancoso, porém, o charme do ?Quadrado?, uma praça cercada de amendoeiras e casinhas coloridas, com direito a uma igrejinha branca ao fundo, surpreende até mais que o conjunto de praias. E ali que ficam os restaurantes e pousadas mais charmosas. Quem encarar 25 km de estrada de terra chega à exclusiva Praia do Espelho, com hospedagens e bares pés-na-areia e muitos recantos desertos. Os programas se reduzem a caminhar na praia, lagartear nas espreguiçadeiras cobertas de almofadas coloridas, cochilar na rede embaixo dos coqueiros, dormir em chalés ouvindo o som das ondas?

Visconde de Mauá (RJ)

Marcio Fabian

Escondida na Serra da Mantiqueira, na divisa de Minas e Rio, Mauá é um concorrido reduto romântico (em especial no inverno). A 1.300 metros de altitude, a vila reserva agradáveis surpresas aos visitantes. Lá em cima, os casais encontram mais que friozinho e natureza exuberante: deparam-se com uma gastronomia de primeira, sempre servida ao lado da lareira; e pousadas aconchegantes. Para completar, araucárias e cachoeiras. A região é dividida em três vilas: Visconde de Mauá, a porta de entrada, com pousadas e restaurantes; Maringá, a mais agitada; e Maromba, fiel ao estilo riponga. Todas são interligadas por estradinhas de terra.

Bento Gonçalves (RS)

Divulgação Miolo

Uma viagem para brindar ao amor do início ao fim! Assim é o roteiro pela região do Vale dos Vinhedos, salpicado por araucárias, parreiras e muitas vinícolas. O melhor é variedade e a qualidade dos produtos. São vinhos tintos, brancos e espumantes premiados internacionalmente. Que tal um piquenique em meio ás arvores da Vinícola Miolo? Ou um brinde aos pés de uma cachoeira na Cave Geisse? Haja romantismo!

Tiradentes (MG)

Lúcia Sebe - Imprensa MG

Tiradentes não tem a suntuosidade barroca de Ouro Preto e de São João del Rei, mas certamente é a mais charmosa das cidades históricas. Em suas ruas coloniais calçadas com pedras pés-de-moleque, as igrejas do século 18 dividem a atenção com o preservado casario formado por sobrados que abrigam pousadas e ateliês que acendem seus lampiões na fachada ao anoitecer. O cenário encantador e que já serviu de locação para filmes, seriados e novelas, exibe ainda uma imponente moldura: a Serra de São José. Entre os programas mais românticos da cidade estão os jantares a luz de velas em restaurantes como o Traga Luz.

Paraty (RJ)

Gustavo Otero - Divulgação Mimo

A cidade histórica reúne casario colonial em ruelas calçadas em pedra, uma baía repleta de pontos para mergulhar, restaurantes com o melhor da cozinha internacional, ateliês encantadores, cachoeiras refrescantes e sotaques do mundo inteiro. Para um passeio exclusivo e romântico, alugue uma lancha e explore as lindas praias e ilhas, verdadeiros aquários naturais. Na volta, além de apreciar as igrejinhas centenárias de ângulos inusitados, escolha um dos muitos restaurantes do centro histórico para brindar os dias que serão passados no cenário digno de cinema.

Campos do Jordão (SP)

Divulgação Amantikir

Um dos destinos de inverno mais desejados pelos casais, Campos do Jordão capricha: a 1.628 metros de altitude, emoldurada pelas montanhas da Serra da Mantiqueira e pelos bosques coloridos com o amarelo dos plátanos, a cidade ainda exibe arquitetura típica europeia e cafés e gastronomia de primeira. No quesito passeios, o romantismo impera. Aposte de teleférico que leva ao Morro do Elefante; e no de trem, que parte rumo à cidadezinha de Santo Antônio do Pinhal.

+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.
instagram
twitter