Caldas Novas (GO)

A cidadezinha goiana recebe mais de um milhão de turistas por ano. O motivo? As águas quentes do balneário, considerado a maior estância hidrotermal do mundo. Com temperaturas variando entre 30 e 57 graus, as piscinas dos hotéis atraem grupos da terceira idade e famílias com crianças, que lá encontram diversão dia e noite. Relaxar também faz parte do programa: quem resiste a uma banheira de hidromassagem ao ar livre, com água bem quentinha? Mas para quem quer adrenalina, o endereço é o Hot Park, cheio de corredeiras, toboáguas radicais, piscina com ondas... Tudo quente!

São Lourenço (MG)

O destino encanta a todas as faixas etárias. Enquanto os idosos curtem as caminhadas, as fontes e os passeios de pedalinho no Parque das Águas, os pequenos fazem a festa nos hotéis espalhados pelo Centro, que capricham nas piscinas com toboáguas, nos recreadores e na divertida programação. Já a turma que busca aliviar o stress, a receita é simples: banhos de espuma e sais, ducha escocesa, sauna e massagens, tudo no balneário que funciona dentro do parque. Ao fim das sessões, entregue-se sem culpa ao doce de leite, à goiabada cascão e ao queijo minas!

Araxá (MG)

O cartão-postal da cidade continua sendo o Grande Hotel, um marco da hotelaria brasileira que ainda hoje preserva o glamour original: nos grandes salões imperam os lustres de cristal, as cortinas aveludadas, os espelhos gigantes. As famosas termas abrigam um spa que oferece banhos terapêuticos de águas sulfurosas e de lama, massagens, acupuntura, sauna e duchas. Bem ao lado fica o Complexo do Barreiro, com piscinas, jardins e duas fontes - a Andrade Júnior, de águas sulfurosas; e a Dona Beja, homenagem à célebre personagem da cidade, com duchas-cascatas!

Serra Negra (SP)

Procurada pelos aventureiros, que chacoalham horas em cima das motos ou dentro dos jipes, a estância reserva uma bela recompensa para essa turma: o Balneário Municipal, perfeito para baixar a adrenalina com suas duchas escocesas e sessões de massagens. Não há lombar que não se recupere do prejuízo causado pelas trilhas! Também vale incluir no roteiro um tour pela zona rural. Por lá, as estrelas são os queijos, as cachaças e os doces artesanais, comprados diretamente dos produtores.

Iraí (RS)

Na pequena Iraí, o ponto de encontro é o Balneário Osvaldo Cruz, repleto de fontes de águas termais radioativas, bicarbonatadas e clorossulfatadas. O espaço conta ainda com piscinas, hidromassagens e duchas escocesas com águas quentes (36 graus), além de massagens e lamaterapia, sucesso entre as mulheres! E ainda tem o bosque, perfeito para caminhadas e passeios de bicicleta. Uma vez na região, vale a pena esticar o passeio até à Reserva Indígena Kaigang para apreciar as apresentações de dança típica e os bonitos trabalhos artesanais.

Poços de Caldas (MG)

As dezenas de fontes espalhadas pelas praças da cidade reúnem famílias e casais, que também chegam em busca dos famosos banhos de imersão nas Termas Antônio Carlos. Aproveite para fazer o serviço completo, incluindo massagens, limpeza de pele e sauna. O belo prédio, erguido em 1931 e com arquitetura em estilo neo-romano, é aberto à visitação gratuita. Depois de relaxar, a dica é bater perna em busca dos doces e queijos típicos, além dos cristais de Murano - três fábricas abertas à visitação permitem acompanhar o delicado processo de produção.

Águas de Lindóia (SP)

Desde os anos 60, o Balneário Municipal atrai milhares de visitantes. Com o passar dos anos, o espaço se modernizou o hoje oferece mais que banhos terapêuticos. São massagens, duchas escocesas, drenagem linfática e banhos de aromaterapia e argila. Sem contar o banho Stangerbad, feito em uma banheira com placas de carvão e corrente elétrica. Além dos serviços de spa, que encantam os adultos, o balneário tem atrações também para os pequenos: as piscinas e os toboáguas de água mineral.

Caxambu (MG)

As propriedades medicinais das nascentes de Caxambu ganharam fama com a Família Real. Nada mais justo que os ilustres visitantes batizem algumas das doze fontes do cartão-postal da cidade, o Parque das Águas! Entre elas está a D. Pedro, que exibe uma imensa coroa dourada. E que tal se inspirar nas figuras e curtir um dia de rei? No balneário, um belo prédio dentro do parque, tem banhos de sais, de espuma e de duchas escocesas, além de massagens e sauna. Quem viaja com crianças também encontra diversão nas quadras, nos pedalinhos e nas piscinas... de água mineral!

Águas de São Pedro (SP)

Não é preciso estar hospedado no Grande Hotel São Pedro para curtir o concorrido balneário! Basta ficar atento às datas e resevar com antecedência. Por lá, além dos banhos de imersão em água sulfurosa, da sauna e das massagens terapêuticas, uma das atrações é o romântico restaurante Engenho das Águas, com decoração art deco, piano e meia-luz. Convidativo, não? Para quem viaja com os pequenos, a dica é o Thermas Water Park, com piscinas, toboáguas, áreas de lazer e programação intensa. É só fazer as malas!

+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.
instagram
twitter