Mirante Baía dos Porcos - Fernando de Noronha (PE)

Hans von Manteuffel

O mirante descortina a paisagem clássica e desejada por 10 entre 10 viajantes: as icônicas formações rochosas dos Dois Irmãos e a Baía dos Porcos, com água incrivelmente verde esmeralda. É possível passar horas ali apreciando, fotografando, meditando... Para chegar ao mirante, que fica no Parque Marinho, é preciso comprar ingresso - ele dá acesso ao Posto de Informação e Controle do Sancho, de onde partem as passarelas que levam aos mirantes. Além do da Baía dos Porcos tem o da Baía dos Golfinhos, o da praia do Sancho e vários outros lindíssimos.

Vista Chinesa - Rio de Janeiro (RJ)

Alexandre Macieira/Riotur

O Rio de Janeiro é medalha de ouro quando o assunto é paisagem deslumbrante. Do alto do Pão de Açúcar, do Cristo Redentor, da Pedra da Gávea... os cenários são incríveis. Mas um ponto é ainda mais especial para apreciar todo o esplendor carioca: a Vista Chinesa. Dentro da Floresta da Tijuca, escancara os mirantes citados acima (Cristo Redentor e Pão de Açúcar), além da Baía de Guanabara, Lagoa Rodrigo de Freitas... Nota 10!

Mirante do Gunga - Barra de São Miguel (AL)

Elisabeth Cordeiro Gomes Paiva

Pertinho da entrada da praia do Gunga, o mirante é parada obrigatória para quem está visitando Maceió e arredores. La de cima, aprecia-se o encontro do mar de águas verdes com o rio, emoldurado pelo extenso pontal de areia branca coberto por uma sequência de coqueiros. A imagem perfeita é um mais bonitos cartões-postais de Alagoas. Uma vez na praia, explore o cenário em passeios de bugue e quadriciclo.

Mirante da Caixa D´água da Sé - Olinda (PE)

Hugo Acioly

Fica no Alto da Sé, um dos principais pontos turísticos da cidade histórica, o elevador panorâmico que leva ao Mirante da Caixa d'água. A 20 metros do solo, o mirante descortina uma visão de 360 graus de Olinda e do Recife, assim como o elevador. A viagem é gratuita e acontece das 14h às 17h. Vá no final do dia, para apreciar o pôr do sol e finalizar com uma tapioca quentinha, preparada pelas simpáticas tapioqueiras que se espalham pelo Largo da Sé.

Morro do Pai Inácio - Chapada Diamantina (BA)

João Ramos/Bahiatursa

Na Chapada, os encantos estão por todos os lados. Um, em especial, chama a atenção pela paisagem descortinada, pelo silêncio e pelo íntimo contato com a natureza. É o morro do Pai Inácio, cartão-postal a 1.120 metros de altitude - um mirante perfeito. São 360 graus de tirar o fôlego, ainda mais ao entardecer, quando o pôr do sol consegue deixar o cenário ainda mais surpreendente. Aliás, por conta do calor, essa é a melhor hora para encarar a subida íngreme de 300 metros.

Mirante do Centro Geodésico - Chapada dos Guimarães (MT)

José Medeiros

Depois de curtir as atrações do Parque Nacional, como a cachoeira Véu da Noiva e a Cidade de Pedra, a dica é apreciar o pôr do sol do mirante. Ao entardecer, nos meses secos, o visual é deslumbrante, revelando até a capital Cuiabá. A oito quilômetros do centro e a 845 metros de altitude, o mirante é considerado o centro geodésico da América do Sul, distando 1.600 quilômetros do Oceano Pacífico e do Oceano Atlântico.

Mirante da Janela - Alto Paraíso (GO)

Murilo Freitas

Um ponto perfeito, que fica fora do Parque Nacional, revela um dos principais cartões-postais da Chapada... e do parque! Do Mirante da Janela, aprecia-se os dois Saltos do Rio Preto, de 80 e 120 metros, com uma visão espetacular. Para chegar até lá é preciso fazer uma caminhada moderada por oito quilômetros de trilhas (ida e volta), com direito a pit-stop na cachoeira do Abismo, uma sequência de pequenas quedas e piscinas - além dos refrescantes banhos na ida e na volta, Abismo também oferece um mirante!

Cânion Fortaleza - Cambará do Sul (RS)

Secretaria Municipal do Turismo

Os mais de 60 cânions garantem a fama do Parque Nacional da Serra Geral. O maior deles é o Cânion Fortaleza, uma gigantesca muralha de 7,5 quilômetros de extensão e 900 metros de altura. Para chegar ao topo do mirante natural é preciso encarar uma estrada de terra pedregosa e uma caminhada de uma hora. Uma vez lá em cima, contemple a vista panorâmica dos paredões esculpidos pelo vento enquanto o Rio da Pedra corre lá embaixo. Na volta, siga para a cachoeira do Tigre Preto - porém, para apreciar de frente a enorme queda de 200 metros de altura, é preciso atravessar o rio por cima de pedras. A aventura vale a pena!

Soberbo - Teresópolis (RJ)

Fatima Rocha

Um dos programas prefeitos dos cariocas nos meses de inverno é curtir um fim de semana em Teresópolis. Porém, antes mesmo de se chegar ao destino, uma parada é obrigatória: o Mirante do Soberbo, no trevo de acesso à cidade. De lá, é possível apreciar o pico Dedo de Deus (1.692 metros), os belos contornos da Baía de Guanabara e a cidade de Niterói. Para evitar acidentes, um recuo na pista permite estacionar o carro, contemplar a linda vista e fazer muitas fotos dignas de cartão-postal.

Serra da Moeda - Brumadinho (MG)

Arquivo pessoal Ludmila Tamietti - Restaurante Topo do Mundo

O mirante fica no distrito de Piedade do Paraopeba e revela o belo mar de montanhas que forma a Serra da Moeda. O local abriga ainda uma rampa de saltos de voo livre - nos fins de semana, o grande número de asas-deltas e parapentes deixa o cenário ainda mais bonito e colorido! Vá no fim de tarde, para apreciar o pôr do sol brindando no deque do restaurante Topo do Mundo, que fica ao lado da rampa. O programa é perfeito depois de um dia inteiro passeado pelo Instituto Inhotim!

+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.