Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Guia da Cidade Hotéis e Pousadas Aluguel por Temporada Dicas de Viajantes

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Encravada no ponto mais alto do Planalto Central, a 1.700 metros de altitude, a chapada é repleta de cachoeiras, piscinas naturais, cânions, riachos e matas de cerrado. Para proteger tanta beleza - no caso, pelo menos uma parte - o governo criou no início dos anos 60 um parque nacional batizado de Tocantins. 

Hoje, renomeado como Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e tombado pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade, abrange uma área de 240 mil hectares colorida por flores e árvores como orquídeas, ipês, aroeiras e buritis. 

A reserva é ainda refúgio de animais ameaçados de extinção como o veado campeiro, o cervo do Pantanal, a onça pintada e o lobo-guará, além de abrigar tamanduás, tatus, cobras e espécies variadas de aves, como araras e tucanos.

Na área do parque, que abrange parte do município de Alto Paraíso e dos distritos de São Jorge e Cavalcante, há quatro trilhas abertas para visitação. Elas levam a belíssimos saltos que chegam a 120 metros de altura; e também aos cânions do Rio Preto e da Carioca

Trilha Carrossel
A mais nova atração do parque, aberta em 2018, tem 4,5km de extensão e fica em Alto Paraíso. A trilha passa por áreas intocadas que agora têm mirantes de madeira, debruçando-se sobre o cânion que margeia o Rio Preto, o mesmo que alimenta os Saltos I e II. Por trilhas rústicas bem sinalizadas, passa-se por corredeiras, cachoeiras e antigos garimpos. A nova atração pode ser combinada com as trilhas dos Saltos do Rio Preto e a das Corredeiras, com piscinas naturais para banho 

Trilha da Seriema
De nível muito leve, é recomendada para crianças, idosos ou pessoas de difícil locomoção. São 800 metros percorridos em 1h30 (ida e volta), que levam ao Córrego Rodoviarinha

Trilha dos Cânions
O nível aqui é moderado-avançado, totalizando cerca de 5 horas de uma bonita caminhada para percorrer 12 km (ida e volta). As atrações ficam por conta da cachoeira da Carioca, Cânion II, Rio Preto e Cânions de Pedra

Trilha dos Saltos
O percurso completo, vencido em cerca de 5 horas (11 km - ida e volta), combina níveis moderado (só corredeiras) e pesado (corredeiras + saltos) e leva ao Garimpo de Cristal (considerado o maior garimpo de cristal de quartzo da região, quando estava em atividade, entre 1912 a 1961), ao Mirante do Salto de 120m do Rio Preto, ponto alto do percurso (ali perto fica o Salto de 80m, onde é possível tomar banho no rio) e às Corredeiras do Rio Preto (com direito a banho de rio nas hidromassagens formadas em suas pequenas quedas). 
Há uma trilha suspensa de 230 metros para as Corredeiras com acessibilidade para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Saiba a regras para entrar de carro

Travessia das Sete Quedas
De nível muito pesado, exige dois dias de caminhada para percorrer seus 24 km. É preciso pernoitar no parque, sendo necessário agendamento prévio: além de ser limitada (15 pessoas), a atividade só acontece em períodos determinados 

Trilha do Morro da Baleia
Também em Alto Paraíso, tem 3km de extensão e é indicada para apreciar o pôr do sol no platô, a mais de 1.500m de altitude. Do alto do mirante natural, as veredas de buritis do Jardim de Maytrea podem ser vistas ao longe

Desde junho de 2019, o acesso ao parque é cobrado e o limite é de 750 pessoas por dia. A entrada principal da reserva fica na vila de São Jorge, a 30 quilômetros de Alto Paraíso. Acesso pela GO-327 (direção Colinas do Sul). É recomendável o acompanhamento de guias credenciados, disponíveis na entrada do parque (também uma lista disponível no site). 
O parque não funciona às segundas-feiras (exceto no mês de julho).

Confira as principais atrações:

Mais informações e atrações de Alto Paraíso de Goiás

Copyright 2000-2019 Férias Brasil©