Itabira (MG)

Porque Ir

A cidade em que nasceu Carlos Drummond de Andrade preserva a memória do querido escritor. A casa onde o poeta viveu dos 2 aos 16 anos foi alterada, mas mantém ambientes que inspiraram alguns de seus 45 poemas sobre a residência, como o jardim feito pelo irmão José.

O roteiro Caminhos Drummondianos percorre 44 placas espalhadas pelas ruas, com poemas relacionados ao local onde estão afixadas 

As referências à Drummond se espalham por toda Itabira: no alto da cidade, no Pico do Amor, o Memorial Carlos Drummond de Andrade exibe fotos e objetos do itabirano, como uma máquina de escrever. O prédio foi projetado por Oscar Niemeyer, amigo de Drummond. Do lado de fora, uma poética vista de Itabira faz pano de fundo para sua estátua em bronze.

Para conhecer os lugares que integraram a obra do autor, o roteiro Caminhos Drummondianos percorre 44 placas espalhadas pelas ruas, com poemas relacionados ao local onde estão afixadas. O circuito dura um dia todo e os passeios são agendados no Memorial.

Além do filho ilustre, a cidade é famosa também por suas belezas naturais, atrativos arquitetônicos e preservação da cultura, espalhados pelas áreas rurais. No distrito de Senhora do Carmo estão atrações como a Capela de São José, cenário de festas religiosas; o Mirante da Serra dos Alves; e as cachoeiras do Bongue e da Conquista.

A 10 km do distrito fica um dos cartões-postais da região, a cachoeira da Boa Vista. São várias quedas que formam piscinas naturais perfeitas para banho. A cachoeira está em propriedade particular e o acesso é feito com o acompanhamento de guia local.

Já no povoado de Serra dos Alves, as atrações são os esportes radicais. Atividades como rapel, canyoning, escalada, rafting, trekking, mountain bike e passeio a cavalo acontecem no Canyon dos Marques, com 600 metros de extensão e paredões de até 40 metros de altura. No interior, correm as águas dos rios Tanque e Santana.

No distrito de Ipoema, um dos destaques é a Serra do Bicudo, a 1.530 metros de altitude e vista panorâmica que descortina a Serra do Caraça, a Serra da Mutuca, Belo Horizonte e toda a cadeia do Espinhaço. Outra atração é o Museu do Tropeiro. O acervo é formado por mais de 700 itens, como documentos, certidões de casamentos, objetos usados nas viagens, livros de compra e venda e ferramentas.

Ipoema também é sinônimo de festa! Em março, o distrito comemora o aniversário do museu com shows, cavalgadas, bênção dos cavaleiros, ritual do fogo e apresentações culturais, além de barraquinhas de comidas e bebidas típicas. Já nas noites de lua cheia, as tradicionais “Rodas de Viola” reúnem grupos regionais e artistas consagrados.

Também fica no distrito o Parque Estadual Mata do Limoeiro, que abriga espécies ameaçadas de extinção - entre elas, o bugio – além de cachoeiras, cascatas e grutas. Outro ponto turístico é o Morro Redondo, a 1.200 metros de altitude e com um belo detalhe: no topo, fica a Capela do Senhor do Bonfim. Já a Serra dos Doze, com 1.080 metros de altura, é cenário de saltos de voo livre e prática de escalada, trekking e mountain bike.

 

Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.
instagram
twitter