Piraí (RJ)

  • 48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ) - Farra garantida no banho de lago no Angico 48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ) - Farra garantida no banho de lago no Angico
    Enviada por Divulgação
  • 48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ) - Programas reúnem toda a família 48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ) - Programas reúnem toda a família
    Enviada por Divulgação
  • Angico Hotel Fazenda - Para relaxar, uma piscina deliciosa Angico Hotel Fazenda - Para relaxar, uma piscina deliciosa
    Enviada por Divulgação
  • Angico Hotel Fazenda - Coelhinhos encantam adultos e crianças Angico Hotel Fazenda - Coelhinhos encantam adultos e crianças
    Enviada por Divulgação
  • Angico Hotel Fazenda - Entre as atrações, acompanhar vacas e bezerros! Angico Hotel Fazenda - Entre as atrações, acompanhar vacas e bezerros!
    Enviada por Divulgação
  • Aqua-Arvorismo - Vale a pena fazer. Aqua-Arvorismo - Vale a pena fazer.
    Enviada por Nelson
  • 48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ) - Peixes são os carros-chefe em restaurantes da região 48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ) - Peixes são os carros-chefe em restaurantes da região
    Enviada por Pixabay
  • Igreja Matriz Sant'ana Igreja Matriz Sant'ana
    Enviada por geylla sall
  • Reservas naturais - Cidade é repleta de recantos para relaxar Reservas naturais - Cidade é repleta de recantos para relaxar
    Enviada por Rose

Porque Ir

O município de Piraí, integrante do Vale do Café, remete aos tempos áureos das plantações, no século 18. A origem da cidade teve início com as obras da capela de Sant'Anna, em 1772. Hoje, reformada, abriga a principal igreja da cidade.

Lago do Caiçara oferece áreas para piqueniques e praias lacustres
Outra construção remanescente do período dos barões é o Casarão de Arrozal, no distrito de mesmo nome. O prédio imperial guarda muitas histórias, entre elas, as hospedagens de D. Pedro II e sua comitiva em várias ocasiões.

A natureza preservada da região está protegida através dos parques da Mata do Amador e do Lago do Caiçara - este, com áreas para piqueniques e praias lacustres. 

Já o Reservatório de Ribeirão das Lajes, propriedade pertencente à Light S.A, abriga centenas de animais como tatu, capivara, anta, javali e onça pintada, além de espécies variadas de peixes.

No mês de julho, a igreja de Sant'Anna e a Praça da Preguiça tornam-se palco para os espetáculos do Festival do Vale do Café. O evento tem intensa programação musical, com ritmos que vão do clássico ao samba, passando pelo chorinho e bossa-nova. 

Há apresentações também nas praças, igrejas e fazendas das cidades vizinhas, como Barra do Piraí, Valença, Vassouras e Mendes.

Já no final de agosto é a vez do Festival de Música Popular de Piraí, um dos mais antigos e tradicionais do país, movimentar a cidade. Shows com grandes nomes da MPB encerram o evento, que reúne jovens músicos de vários estados. Em outubro, a tilápia é a estrela do Piraí Fest, evento gastronômico que se tornou tradicional na região. Quem visitar a cidade fora da festa, encontra a delícia e outros tipos de pescados de água doce - destaque tbm para a traíra - no Bar do Peixe, no Centro.

Diário de Viagem

48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ)

48 horas em Piraí, no Vale do Café (RJ)
Por Juliana Castanheira

Veja também as dicas de viajantes
Copyright 2000-2018 Férias Brasil©