Pirapora

Porque Ir

Domingo é dia de passear de barco no rio São Francisco. São quatro horas navegando pelas águas do Velho Chico a bordo do vapor Benjamim Guimarães, uma grande embarcação construída em 1913 nos Estados Unidos e que fez carreira no rio Mississipi. O percurso de 28 quilômetros é repleto de paisagens bucólicas, emolduradas por comunidades ribeirinhas e pescadores em plena atividade. Casos e lendas também fazem parte do roteiro, que começa às nove em ponto no porto de Pirapora.

Figuras tradicionais, as carrancas são entalhadas e vendidas na Casa do Artesão
O rio e a cidade, porém, não vivem exclusivamente do passeio. Do outro lado do São Francisco estão escondidas corredeiras e cachoeiras que chegam a 30 metros de queda. 

A turma da aventura já descobriu o mapa da mina e aproveita as águas limpas para a prática do rafting. Trilhas nos arredores de fazendas da região também atraem os ecoturistas, que as exploram através de caminhadas e cavalgadas.

Entre uma atividade e outra, visite a Casa do Artesão, no bairro de Santos Dumont. Lá, os artistas entalham as tradicionais carrancas na hora. Feitas de madeira, as figuras coloridas que enfeitam as residências eram usadas na proa das embarcações para espantar os maus espíritos

As imagens consistem em uma cabeça com a boca aberta, grandes caninos, língua para fora, narinas dilatadas, olhos saltados e orelhas pontudas.
Copyright 2000-2020 Férias Brasil©