Itabirito (MG)

  • Matozinhos - Capela de Bom Jesus é uma das atrações do bairro Matozinhos - Capela de Bom Jesus é uma das atrações do bairro
    Enviada por Vrinda Medina
  • Alto do Cristo - Um belo visual. Alto do Cristo - Um belo visual.
    Enviada por Vrinda Medina
  • Entrada de Itabirito Entrada de Itabirito
    Enviada por Fátima Cristina

Porque Ir

A natureza exuberante, aliada às singelas construções históricas, faz de Itabirito uma das cidades mais bucólicas de Minas Gerais. Trilhas levam a dezenas de cachoeiras e a picos panorâmicos que descortinam uma paisagem pontilhada por montanhas e salpicada de igrejas e casarões.

No caminho que leva ao pico do Itabirito, a mais de 1.500 metros de altitude, observa-se minas de ouro abandonadas e mirantes
Boa parte das cascatas está escondida nas serras que contornam o distrito de Acuruí, sendo a cachoeira de Chicadona uma das mais procuradas. Dividida em duas quedas - uma de 40 metros e outra de 70 metros - é perfeita para um banho com as crianças em função da pouca profundidade dos poços. Também merecem um mergulho as cachoeiras das Carrancas e do Cruzado, bem próximas e com lagos de águas cristalinas. Já Bem-Vinda tem corredeiras em forma de degraus que formam piscinas e duchas naturais.

Na hora de apreciar o visual bucólico formado por vales verdejantes e uma sucessão de serras, todos os caminhos levam ao pico do Itabirito, a mais de 1.500 metros de altitude. Pelo caminho, observa-se dezenas de minas de ouro abandonadas e mirantes que descortinam os vilarejos de São Gonçalo do Bação e Acuruí, além do Morro do Chapéu e da Serra da Santa.

De volta à cidadezinha, explore as construções históricas dos bairros de Tombadouro, Matozinhos e Rosário, com ruas e ladeiras tomadas por casas históricas e igrejas. Merecem destaques a Matriz Nossa Senhora da Boa Viagem, as capelas de Bom Jesus de Matozinhos e do Rosário, e os Passos da Paixão de Cristo. Aproveite ainda para degustar a delícia típica da gastronomia regional: o pastel de angu. A iguaria foi criada pelos escravos no século 19 e a receita, antes recheada somente com banana, é encontrada hoje nos sabores carne, queijo, presunto, frango e bacalhau.

Perto de Itabirito fica um dos mais novos parques nacionais: o Parque Nacional da Serra do Gandarela, criado em 2014. A 47 km da cidade, a reserva tem acesso principal por Rio Acima (a 27 km), onde fica a sede e a entrada principal do parque, que tem ingresso gratuitoA Estrada Real atravessa a área e, no trecho inserido no parque, o visitante pode observar ruínas referentes ao período colonial, além de observação da bacia do ribeirão do Prata. O percurso de 10 km pode ser feito através de trilha de dificuldade média.

A observação de aves é das atrações do Gandarela. O parque abriga 311 espécies de aves registradas – dez delas encontram-se ameaçadas de extinção. Cachoeiras, poços, mirantes também chamam a atenção. Entre os destaques, cachoeira do Índio, com quatro grandes quedas com mais de 200 metros de altura; cachoeira Santo Antônio, com tons azulados contrastantes com os paredões rochosos avermelhados; e mirante da Serra do Gandarela. A reserva pode ser visitada o ano todo e tem acesso ainda pelas cidades de Belo Horizonte, Raposos, Caeté, Nova Lima, Santa Bárbara, Ouro Preto e Mariana.


Copyright 2000-2018 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.