João Pessoa (PB), a capital arretada!

Menos explorada que as outras capitais do Nordeste, cidade dá show no quesito praias e passeios
29 de Novembro de 2019

Praia de Coqueirinho e eu Praia de Coqueirinho e eu (foto enviada por Bily)

Uma das cidades mais antigas do Brasil, João Pessoa se orgulha de sua orla, com bairros bem planejados e que obedecem a um inteligente plano diretor, que limita a altura dos prédios das quadras próximas ao mar. Não por acaso, os turistas que descobrem a capital paraibana tornam-se fãs! 

Além das belas e movimentadas praias urbanas, como Tambaú e Cabo Branco, os municípios vizinhos abrigam cenários paradisíacos, perfeitos para passeios de um dia. É o caso da costa da cidade de Conde, no litoral Sul, com paisagens dos sonhos como TabatingaCarapibusTambaba - a primeira praia de naturismo do Brasil -, CoqueirinhoBarra do Gramame... 

No litoral Norte, a pedida é Cabedelo, onde o entardecer é famoso por conta de Jarandy do Sax, que faz show à bordo de um barquinho na praia do Jacaré, enquanto o sol se põe. E o melhor: todos os destinos ficam a menos de 40km do centro de “Jampa”. É muito fácil se movimentar pela cidade e arredores.

Pela cidade
Tambaú e Cabo Branco são os principais cartões-postais e formam a orla urbana central da cidade. Na paisagem, mar de águas claras, calçadão bem servido de quiosques que funcionam como bares e restaurantes, dia e noite, além das melhores opções de hotéis e pousadas em João Pessoa

Todas as manhãs, entre 5h e 8h, a avenida é fechada para a turma caminhar, correr, pedalar, patinar... Também famosa é a Estação Cabo Branco, centro cultural projetado por Oscar Niemeyer. Na sequência fica a Ponta do Seixas, ponto mais oriental das Américas, que abriga um mirante e o Farol de Cabo Branco

Natureza emoldura obra de arte na Estação Cabo BrancoNatureza emoldura obra de arte na Estação Cabo Branco (foto: José Marques)

Piscininha, amor!
As piscinas naturais de Picãozinho e Seixas, e também a de Areia Vermelha, só aparecem nas marés mais baixas.  As piscinas do Picãozinho são as mais centrais da cidade e os catamarãs partem da praia de Tambaú, entre o hotel Tambaú e a avenida Epitácio Pessoa. 

Já as piscinas naturais do Seixas são menos visitadas que Picãozinho.  Saindo da própria praia do Seixas, o trajeto até as piscinas dá 10 minutos. Saindo de Tambaú, o catamarã navega meia hora antes de chegar. 

Bancos de areia que aparecem na maré baixa não são incomuns, mas Areia Vermelha é tão grande que é chamada de 'ilha'. Fica em frente à praia de Camboinha, atraindo lanchas e catamarãs, deixando o cenário bastante cheio. 

Piscinas naturais, como Picaõzinho, são belíssimasPiscinas naturais, como Picaõzinho, são belíssimas (foto: Cacio Murilo)

Centro Histórico
Fundada em 1585, João Pessoa abriga um belo centro histórico. Vale a pena tirar uma tarde para subir até lá para apreciar a vista para o rio.

Imperdível é conhecer o Centro Cultural São Francisco, onde há uma visita guiada à igreja e ao claustro franciscano. E ainda tem a arquitetura art-déco do bairro central do Varadouro e a igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Centro Cultural São Francisco - Espaço é repleto de relíquias históriasCentro Cultural São Francisco - Espaço é repleto de relíquias histórias (foto: Cacio Murilo)

Acorde cedo!
Para aproveitar a cidade, a melhor dica é: acorde cedo. Na capital, o sol nasce cedíssimo o ano inteiro, antes das 5h. E o pôr do sol acontece, no máximo, às 17h. Partiu?
Planeje sua ida para João Pessoa


Veja também
Descubra um destino
Veja mais ideias de viagens
Copyright 2000-2019 Férias Brasil©