Birdwatching em alta!

Na capital carioca, em Santa Catarina ou Paraty, observar pássaros é a pedida
08 de Novembro de 2018

Observação de pássaros é acompanhada por biólogos na Fazenda Bananal, em Paraty Observação de pássaros é acompanhada por biólogos na Fazenda Bananal, em Paraty (foto enviada por Editoria)

Você pode não saber, mas para milhões de pessoas mundo afora, o verbo “passarinhar” existe e é muito conjugado. 

A contemplação de pássaros em seu habitat natural, também conhecida como birdwatching, reuniu centenas de pessoas no Centro de Visitantes Paineiras, no Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro (RJ), entre 09 e 11 de novembro, durante a sexta edição do Avistar Rio. Já em Santa Catarina, no dia 25/11, acontece a Caminhada Rota dos Navegantes, que irá percorrer 12 quilômetros entre Porto Belo e Bombinhas, tendo como tema “O voo do Albatroz”, incentivando a observação dos pássaros nativos da região. 

Na capital carioca, o maior encontro da área no país reuniu fotógrafos, artistas plásticos, pesquisadores, gestores ambientais e entusiastas da causa animal com o objetivo de estimular a atividade de observação e fotografia de aves e a visitação pública consciente dos parques nacionais, além de celebrar a biodiversidade. No Sul, a caminhada é aberta para todos os públicos e contará com especialistas para explicarem um pouco sobre cada ave avistada durante o trajeto. 

Passarinhar, um verbo ainda desconhecido
O Estado do Rio de Janeiro registra mais de um terço das mais de 1.900 espécies de aves de todo o território nacional. O Brasil é o segundo país em diversidade de aves no planeta, ficando atrás apenas da Colômbia. Já Santa Catarina abriga diversas espécies de Albatroz.

Do mirante entre Bombinhas e Porto Belo, belas paisagensDo mirante entre Bombinhas e Porto Belo, belas paisagens (foto enviada por marlonp)

Caminhada Porto Belo x Bombinhas
A caminhada começa às 9h, no Píer Turístico de Porto Belo. O percurso segue até a orla de Bombinhas. Com trajeto de nível intermediário, o passeio terá cerca de seis horas de duração e podem participar pessoas de todas as idades, desde que acostumadas a caminhadas em áreas de trilha e areia. 

A organização do evento recomenda que os participantes utilizem protetor solar, repelente, boné ou chapéu, roupas leves, calçados para caminhada de trilha e levem água e alimentos. As inscrições deve ser feitas pelo site Ticket Agora.

Fazenda Bananal
Em Paraty (RJ), a atividade acontece na linda e histórica Fazenda Bananal. O programa pode se resumir em se sentar em frente ao Jardim dos Beija-flores. Atraídos por flores de cores e aromas diferentes, eles chegam aos poucos e, em minutos, fazem um balé de deixar adultos e crianças hipnotizados. Ou ainda, uma vez por mês, participando da observação conduzida por ornitólogos pelas trilhas espalhadas por 180 hectares em busca das aves que habitam a região. 

Mais de 170 espécies voam pela Mata Atlântica, entre corujas, sabiás, socós, picapaus, tico-ticos e, lógico, beija-flores. Com um pouco de sorte, avista-se até o raríssimo formigueiro-de-cabeça-negra, que só vive na região entre o mar e a montanha de Paraty e Angra dos Reis. O programa também inclui recolher aves, medi-las, pesá-las e devolvê-las à natureza. A atividade deve ser agendada com antecedência. 

Observação de aves é repleta de surpresasObservação de aves é repleta de surpresas (foto: Bruno Renno)

Dicas para observar aves:
Caminhar lentamente
Usar roupas discretas
Evitar movimentos bruscos
Respeitar a distância mínima permitida para que o animal não se sinta ameaçado
Usar binóculo ou uma câmera fotográfica
Associar-se a um clube de observadores de aves
Observe as aves diurnas ao amanhecer e, as noturnas, ao entardecer






Compartilhe:
Veja também
Escolha seu destino
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2018 Férias Brasil©