Atração em dose dupla em Petrópolis (RJ)

Museu de animais de porcelana funciona em casarão que pertenceu à família de Marechal Rondon
10 de Julho de 2018

Espaço funciona na antiga residência de Marechal Rondon Espaço funciona na antiga residência de Marechal Rondon (foto: Divulgação)

Centro Histórico da cidade imperial ganhou mais um espaço cultural - o Museu de Porcelana, cujo acervo promete encantar a todos os públicos: a coleção reúne cerca de 1300 animais feitos em porcelana e pintados à mão.

Em exposição, representantes das mais variadas espécies de animais - de selvagens a domésticos, como cachorros, papagaios e peixes , que impressionam pela beleza das pinturas e pela riqueza de detalhes de cada obra. Localizado ao lado do Relógio das Flores e da Casa de Santos Dumont, esse é o primeiro museu do Brasil e das Américas dedicado a animais de porcelana.

Grande parte das peças exibidas é de fabricação alemã, de marcas de renome como Rosenthal, Hustchenreuther, Kar Ens, Meissen, mas também há itens de origem dinamarquesa, francesa, inglesa e de outros países europeus. As obras, que também incluem objetos de decoração, datam do final do século XIX até meados de 1950.

A reunião das peças foi um trabalho que levou mais de 15 anos para se concretizar. Além dos objetos carregados de história - muitos deles foram trazidos ao Brasil por imigrantes europeus, no início do século XX - outro atrativo para o visitante é o casarão em que o Museu está instalado, que pertenceu à família de Marechal Rondon. O imóvel é tombado e mantém as características originais. Atração em dose dupla!

O espaço fica aberto ao público de terça a domingo, das 10h às 17h, e sábado, das 10h às 18h. Durante as férias, a atração também estará aberta, excepcionalmente, nos dias 16, 23 e 30 de julho; e segundas-feiras, das 10h às 17h. E aproveite: temporariamente, todo mundo paga meia entrada (R$ 15)!

Roteiro Imperial
Uma vez na cidade, aproveite para fazer uma imersão na história do Brasil! As diversas construções que se espalham pelo centro convidam a uma viagem no tempo. No cenário, estão belíssimo casarões como o Museu Imperial, que revela detalhes da intimidade de Dom Pedro e família. 

Também merecem destaque a Catedral de São Pedro de Alcântara, em estilo gótico e que guarda os restos mortais de membros da realeza; a curiosa casa de Santos Dumont, projetada pelo inventor; o Palácio Quitandinha, construído para abrigar o maior cassino da América do Sul; e o Palácio de Cristal, uma inusitada construção em ferro e arame.

A boa mesa também se faz presente na cidade e em seus distritos (Itaipava, Araras, Correas...) - tradicionais restaurantes espalham-se pela região. Nos cardápios, delícias como massas, carnes e fondues, perfeitas para acompanhar um bom vinho. Vindo do Rio, logo na entrada da cidade, vale fazer uma parada na Casa do Alemão ou na Pavelka para provar os famosos croquetes de carne e os sanduíches de pão com linguiça.

Fotos
Divulgação


Compartilhe:
Descubra aqui mais sobre Petrópolis: O que ver e fazer, dicas e mais

Veja também
Escolha seu destino
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2018 Férias Brasil©