Para inspirar, Inhotim, Uaná e Vale do Amor

Espaços verdes e cheios de arte e afeto!
04 de Fevereiro de 2021

Espelhos d'água enfeitam belos recantos em Inhotim Espelhos d'água enfeitam belos recantos em Inhotim (foto: Setur - MG)

Para curtir a natureza e relaxar sem aglomeração, a dica são os muitos espaços ao ar livre que combinam verde e arte. Conhecemos três deles e podemos afirmar que são encantadores: o Instituto Inhotim, em Brumadinho (MG), o Uaná Etê Jardim Ecológico, em Vassouras (RJ), e o Santuário Vale do Amor, em Petrópolis (RJ).

Instituto Inhotim
O misto de jardim bortânico e museu de arte contemporânea fica nos arredores de Belo Horizonte. A 60 quilômetros da capital, no município de Brumadinho, o Instituto Inhotim reúne um acervo de 500 obras de mais de cem artistas. Em cartaz, a arte produzida internacionalmente a partir dos anos 60, reunindo pintura, escultura, desenho, fotografia e vídeo. 

As obras estão espalhadas pelas galerias, pavilhões e também ao ar livre, em meio aos belos jardins assinados pelo paisagista Pedro Nehring - influenciado por Burle Marx - e repletos de espreguiçadeiras. Entre os trabalhos mais expressivos estão os assinados pelos brasileiros Tunga, Cildo Meireles, Hélio Oiticica e Amilcar de Castro. 

O espaço tem sempre novidades - uma das mais agradáveis delas foi a obra "Piscina", do artista argentino Jorge Macchi. Desde fevereiro de 2012, os visitantes podem nadar na piscina, de 1,8m de profundidade, localizada ao ar livre.

Uaná Etê
Entre Vassouras e Paulo de Frontin, no distrito de Sacra Família, fica o Uaná Etê Jardim Ecológico, cercado de mata Atlântica e repleto de bosques, gramados, deques, mirantes naturais, trilhas e lindos recantos, merece uma demorada visita. 

Na propriedade, as experiências lúdicas predominam. Já na recepção, o visitante ganha uma fita de cetim para escrever um desejo e amarrá-la na Árvore das Infinitas Possibilidades. 

Tem ainda o Bosque dos Sinos, o Labirinto da Música, o Jardim dos Cristais, o Caminho das Acácias (um percurso de exercícios de um quilômetro e meio desenhado pelo mestre de ioga Murali Das) e uma escultura batizada de Circuito do Agora, do designer Rafael Maia. 

Para descansar ou fazer piquenique, cinco grandes gramados oferecem bela vista panorâmica. Se quiser contemplar as copas das árvores, a sugestão é deitar nas teias instaladas em outro ponto do jardim. 
Asa do Jardim mais linda ao entardecer Asa do Jardim mais linda ao entardecer (foto: Divulgação)

Santuário Vale do Amor
Paz de espírito em meio a montanhas, jardins orientais, imagens sagradas de várias religiões e mensagens que tocam o coração. Essa é a síntese do santuário, no bairro da Fazenda Inglesa, escondido em meio à serra de Petrópolis (RJ). 

De fácil acesso e ainda pouco explorado, o santuário merece uma demorada visita, embora seja possível conhecer os espaços em cerca de 50 minutos. A dica, é seguir as placas: “ouça os pássaros”, “cuide do jardim”... Aproveite para meditar ou rezar nos muitos bancos de pedra espalhados pela área verde, à beira dos lagos, ou no espaço dedicado a atividades como yoga, repleto de almofadões e futons.
Altar de Buda dá as boas vindas aos visitantesAltar de Buda dá as boas vindas aos visitantes (foto: Divulgação)

O espaço é divido em áreas influenciadas pelo budismo, hinduísmo, taoísmo, cristianismo e umbanda. Tem altar de Ganesha, cachoeira de Aruanda com imagem de Yemanjá, altar de pedra do Buda, jardim com o símbolo do Yin-Yang e o cartão-postal: o Santuário de Francisco e Clara, uma capela a céu aberto, de frente para uma enorme montanha. Inaugurado em 2016, o santuário ocupa uma gigantesca área de mata Atlântica, no entorno da Reserva Biológica Estadual de Araras. 


Veja também
Descubra um destino
Veja mais ideias de viagens
Copyright 2000-2021 Férias Brasil©