Dicas de Viajantes

Guia da Cidade Hotéis e Pousadas Aluguel por Temporada Envie sua dica
Filtrar por categoria
Em destaque
Mais recentes

"Paraíso na Bahia."

Nay

Enviada por Nay

Foi sozinho em 2013 e achou Excelente!

Perfeitooo
Perfeitooo Enviada por Nay
Oi gente..fui pra morro em Janeiro de 2013 e me surpreendi pois as fotos não metem em nada ,praias limpas com água clara,morna e tranquila,todas perfeitas,fiquei encantada com tanta beleza ...as dicas deste site me ajudou muito!


Destino perfeito para ir só ou acompanhado,recomendo demais !

"Nunca Vá de Catamarã!"

Enviada por Marcia

em 2016 e achou Muito bom

Imperdível!
Imperdível! Enviada por Marcia
O lugar é lindo!!!
Águas cristalinas, povo hospitaleiro, tem a parte tranquila e a parte agitada da segunda praia.
Fomos de Itacaré para Valença, de Valença para Morro, pegamos uma lancha radipa que levou 35 minutos mais ou menos, foi super tranquilo! 

Mais na volta como íamos direto para Salvador, pegamos o tal Catamarã que tanto falaram mal e nós achamos que tomando remédios para enjoou não seria tão ruim.
NÃO FOI RUIM, FOI PÉSSIMO!!!
PARECIA UM FILME DE TERROR,
99% das pessoas passam mal, vomitam MUITOOOO, fica um homem igual ao papa defunto, vendendo água e cerveja ou empurrando uma lixeira grande recolhendo o vômito das pessoas e distribuindo mais sacos caso alguém precise, pois quando vc embarca já tem sacos amarrados nos bancos.

O pior que não tem ninguém para te dar nenhum suporte, simplesmente PAVOROSO!!!
O Catamarã é mais rápido, pois ele vai direto para Salvador ou de Salvador para Morro, mais tem outra opção que é o trajeto semi terrestre, o tempo de viagem é maior mais com certeza é muito melhor!

"Medo e frustração em Morro de São Paulo"

Enviada por mairton filho

Foi com a família em 2016 e achou Péssimo

Lancha do Gleidson
Lancha do Gleidson Enviada por mairton filho
Em 27/05/2016 fizemos, eu e minha família, o passeio de lancha ao redor da ilha no morro de são paulo - bahia. pagamos o valor de r$ 70,00 por pessoa. esse valor estava acima do valor cobrado pelas lanchas avulsas, porém, por segurança, preferimos pagar a mais e contratar um serviço intermediado pela pousada o casarão, onde estávamos hospedados, em vez de nos arriscar em qualquer embarcação. mércia, a recepcionista da pousada, nos acompanhou até a lancha e nos apresentou ao barqueiro gleidson que após pegar outros passageiros, deu início ao passeio. 

O problema é que em certo ponto do percurso a lancha começou a trafegar com velocidade alta, precisei segurar meu filho de 5 anos para que não fosse arremessado para fora da lancha ao passar pelas ondas mais fortes. quando pedi para que o condutor reduzisse um pouco a velocidade, pois estávamos com criança a bordo, obtive a seguinte resposta: não vou reduzir, estou com a velocidade correta, eu tenho anos de experiência, sei o que estou fazendo e sou responsável pela segurança dos passageiros. tentei argumentar, mas ele não cedeu. tive que suportar a viagem naquelas condições, pois estando no meio do mar, não tinha como desistir, não tinha como voltar. a sensação era de total insegurança. o jeito era resignar-me e enfrentar constrangido as próximas 7 horas que tínhamos pela frente. solicitei posteriormente a habilitação do gleidson, com o intuito de saber se estava regularizado. no final da viagem ele me apresentou um documento (livreto) que parecia ser a sua licença, porém, quando abri pra checar de que documento se tratava e verificar a data de validade, ele rapidamente tomou de volta e falou: aí já tá querendo ver demais, só quem pode checar é a fiscalização. aumentou, com tal atitude, a minha suspeita de irregularidade na documentação. para que outros não passem por esta situação, em especial os que viajam com crianças, estou divulgando esta triste experiência.

"Morro com família"

Enviada por Ana Paula

Foi com a família em 2017 e achou Muito bom

A vinda de Salvador-Morro é tranquila via catamarã (R$ 95,00/pessoa!!), o barco balança pouco (o contrário da volta, se costuma sentir-se mal é melhor tomar um remédio para enjôo). Para vir mais rápido de lancha, há embarques de Valença - 15 minutos - porém, de Salvador-Valença são umas 4h. Escolher onde ficar entre a praça ou mais perto das praias real/e não faz muita diferença, já que é tudo muito perto. Como viemos na passagem do ano, todas estavam caras, mas gostamos da Art Boutique na praça, apesar dos funcionários não serem tão simpáticos - um pouco secos - e o café deixa um pouco a desejar. 

Depois, ficamos na Ilha da Saudade, já na descida para as praias (que não é nada exagerada, tem apenas um morrinho mais acentuado de uns 20 metros - porém, para tudo tem escada: entrar nas pousadas, ir para os quartos, restaurantes, etc). O quarto 402 é abafado, mas trocaram assim que outro vagou. Em geral a pousada é boa, mas por não ter telefone, vc tem que descer lances e lances de escada para, por exemplo, pedir papel higiênico (eles economizam um pouco...) e coisas do tipo. Praias: a primeira é pequena, com pouca estrutura, a segunda é super infraestruturada (até supermercado tem), mas atente que as praias são muito largas, então se ficar sentado em locais mais frescos e confortáveis, ficará longe para entrar na água. A terceira praia não se curte, pois é muito estreita e os barcos usam para embarcar para os passeios. A quarta praia só dá para entrar na água à tardezinha, qdo a maré sobe, pois há muitas pedras e algas no início da água. Para caminhar, é excelente. Vale a pena ir caminhando e passar um dia em Gamboa, apesar dos restaurantes lá deixarem à desejar. Volte de barco, sem pressa. 

Prepare-se: a ilha é lotada de argentinos. Muitos hermanos. É a terceira vez que vamos para lá, então nem precisa falar que vale muito à pena!!! Sobre restaurantes, não podemos indicar nenhum até agora....todos de qualidade ruim.....há um pequeno italiano, Ponto G, que tem a massa boa, e o ...Nero também. De resto, não demos sorte!

"Comida Sem Graça"

Enviada por VIVI

Foi com amigos em 2019 e achou Ruim

Vc vai a esse restaurante que fica na Pousada Girassol achando que comerá uma massa parecida com a do Spolleto, mas se decepciona. Massa sem sabor, de pouca qualidade. Não é caro, mas não vale a pena.

"Restaurante Péssimo"

Enviada por VIVI

Foi com amigos em 2019 e achou Péssimo

Restaurante péssimo. Comida horrorosa. Atendimento amador. Banheiro imundo. As fotos dos pratos na fachada enganam bastante. Os preços não são caros, mas a qualidade é péssima. Pedi um frango ao catupiry, veio uma gosma rosada parecendo vômito e o arroz sem sabor, parecia velho. Péssima experiência.

"Paraíso"

Enviada por andreia

em 2017 e achou Excelente!

Vale a visita
Vale a visita Enviada por andreia
Viajei p morro de São Paulo no dia 29 de julho e voltei dia 3 de agosto. Ali verdadeiramente é o paraíso, lugar lindo, tranquilo, e td q promete, praias belíssimas. Viajamos em família, eu c marido e filho de um ano, minha irmã c marido e duas crianças de 3 e 9 anos e meus pais, fizemos a rota semi terrestre c a Cassi Turismo e um trajeto longo mas ao chegar a morro vc esquece TD a dificuldade p chegar, ficamos hospedados na Casa Odara, casa de aluguel p temporada muito bonita, aconchegante, bem equipada c cozinha e td o mais de uma casa, ela é bem novinha, arejada, c três quartos c camas de solteiro e casal em cada quarto, fk bem localizada, bem perto do hotel Safira do Morro, dos restaurantes, das praias, mercados, farmácia, lojas enfim. Fizemos o passeio até Gamboa, muito bom, mas nao espere grandes novidades já q pelo preço de 20 nao e nada muito elaborado. Como pegamos uns 3 dias de chuva nao deu p ir no farol, a igreja na chegada e muito linda vale a pena dar uma olhada, por do sol maravilhoso. Só o q posso dizer é q morro e muito muito lindo e uma das coisas q mais gostei de lá foi a sensação de tranquilidade, confesso q fomos apreensivos, no entanto, saíamos e chegavamos cedo ou tarde e a sensação era de muita paz muita segurança.

"A música é sensacional"

HILDA ONOFRE

Enviada por HILDA ONOFRE

Foi a dois em 2016 e achou Excelente!

Lugar P Relaxar
Lugar P Relaxar Enviada por MICHELY
Vale a pena ouvir a música de Julia Moreno, praticamente todos os dias fomos ao Por do Sol nesse lugar Paradisiaco

"A verdade sobre o Morro"

Lígia Pazetti Aires

Enviada por Lígia Pazetti Aires

Foi a dois em 2014 e achou Bom

Voltei ontem do Morro de São Paulo, passei 6 dias quase perfeito com o meu esposo por lá, ri, conheci pessoas que vou levar para a minha vida toda e chorei, chorei de raiva, chorei porque existe tanta mentira e gente desonesta no nosso país...enfim, chorei.

A viagem estava ótima, tirando a chuva, a falta de sol, mas isto não atrapalhou a viagem em momento algum, mas se o sol estivesse presente todos os dias por lá, a viagem seria muito mais linda, mas eu já sabia que no mês de maio chove nesta região, mas vamos logo ao ponto X das minhas considerações.
O Morro de São Paulo não é um local seguro como todas as empresas de turismo, pousadas, e pessoas dizem e vendem, lá acontecem constantes assaltos como qualquer outro lugar do Brasil, mas para a minha tristeza, tive que descobrir isto sozinha, pois o meu esposo e eu, mais uma moça (que agora é uma amigona) que estava hospedada na mesma pousada que eu e mais um casal de franceses fomos assaltados enquanto caminhávamos da quarta praia para a praia do Encanto. Nem chegamos a conhecer a praia do Encanto, porque o nosso encanto com a viagem acabou naquele momento: em que fomos assaltados.

O mais triste disso tudo é que as pousadas, as pessoas que trabalham nelas, os moradores do vilarejo escodem estas informações dos turistas, eles acreditam que se esta notícia for espalhada o fluxo de turistas diminuirá.
Não estou dizendo aqui para vocês não viajarem para o Morro, lá é lindo, um lugar que podemos ter a certeza que Deus existe, porque ele caprichou demais na Bahia, mas caso você queira ir, não acredite quando te falarem que lá é seguro, porque por experiência própria sei que não é. Os assaltos são mais frequentes na quarta praia, e na do Encanto. Se quiserem caminhar, caminhem, apenas caminhem, não levem nada junto para a caminhada, nada de câmera fotográfica, celular, dinheiro e qualquer outro objeto que se você for roubado, você sentirá falta. Muito cuidado ao caminhar pela quarta praia, e evitem tentar atravessar o mangue para a praia do Encanto porque foi lá que fomos assaltados, com direito a ameaça de atirar em nós caso não parássemos de correr e não jogássemos as nossas bolsas no chão, foi horrível, nunca pensei que passaria por isto no Morro de São Paulo. Se soubesse que acontecia isto nas praias que caminhei sozinha é claro que deixaria todas as coisas de valor na pousada. Apenas quero que isto não aconteça com outras pessoas, não desejo isto para ninguém.
Agora os franceses sofreram muito mais porque o ladrão colocou a arma na cabeça deles, o nosso assalto foi de longe, mas assim foi triste, muito triste.
De resto a viagem foi ótima, a pousada é perfeita, nenhuma reclamação, fiquei hospedada na Bahia Bella, a Jô que trabalha lá é muito atenciosa e o café da manhã e a rede são as melhores coisas na pousada. 

O chuveiro também é excelente, e a localização da segunda praia, é a melhor do Morro, a praia do agito. Restaurantes para todos os gostos e bolsos, preparem o bolso porque a alimentação lá é cara.

"Dias mágicos em Morro de São Paulo com meu amor"

Enviada por Verônica

Foi a dois em 2015 e achou Excelente!

Sol nascendo da varanda do quarto
Sol nascendo da varanda do quarto Enviada por Verônica
Ficamos hospedados na suíte vista mar do Ki massa e adoramos! Localização, atendimento, restaurante, vista da primeira e segunda praias perfeitos! No 1º dia fizemos o passeio volta à Ilha e foi muito bom. Durou o dia todo. Fomos nas piscinas naturais, degustamos um camarão no coco dos deuses do Sr. Guido, fizemos a trilha até a Boca da Barra, onde conhecemos o interessante museu de ossos de peixes. Seguindo, comemos deliciosas ostras gratinadas nas Canavieiras e depois conhecemos o convento histórico em Cairu, a 2ª cidade mais antiga do Brasil. À noite rodamos na vila. No 2º dia pegamos um barco no cais principal para a Gamboa por R$ 4 e fomos para o banho de argila e depois voltamos caminhando para conhecer as outras praias já que a maré estava baixa. O pôr do sol no Forte é de tirar o fôlego! Uma pena que o ele está em ruínas, História sendo perdida. No 3º dia ficamos na praia do forte, que com maré baixa é ótima e fica vazia. Basta ir até o final do forte e no canto descer pelas pedras. Depois fomos conhecer o farol e descemos na maior tiroleza da América Latina! Muito bom! No 4º dia fizemos o passeio de caiaque até a ilha de Caitá. Por R$30 o casal incluído o snorkel, conhecemos + de 10 espécies de peixes! No 5º dia ficamos nas piscinas naturais da 4ª praia e almoçamos no Azzurro na 3ª praia, que dá direito a piscina. Excelente custo-benefício. No 6º dia ficamos na 1ª e 2ª praias e depois fomos ver o por do sol no mirante do farol, que é lindo também. Não deixem de experimentar o picolé de queijo com goiabada, o sorvete de banana com Nutela e o macarrão do Ki massa.
Mais dicas

Mais informações e atrações de Morro de São Paulo

Copyright 2000-2020 Férias Brasil©