Dicas de Viajantes

Passeio/Vale do Pati - Cachoeirão por cima
Guia da Cidade Hotéis e Pousadas Aluguel por Temporada Envie sua dica
Filtrar por categoria
Em destaque
Mais recentes

"Lugares fantásticos"

Miguel

Enviada por Miguel

Foi a dois em 2010 e achou Excelente!

Sendo leitor deste site e sabendo que as dicas fornecidas aqui foram muito úteis, decidi colaborar: eu e minha esposa passamos quinze dias na Bahia, desses, oito na Chapada Diamantina. Alugamos um carro em Salvador e fomos para a Chapada.

Primeiro em Mucugê, cidadezinha ao sul, com cara de interior e que guarda um aspecto colonial. Ficamos hospedados na Pousada Monte Azul. Lugar muito bom, preço justo e ótimo atendimento. Nosso primeiro passeio foi à Cachoeira do Buracão, em Ibicoara (100km). Um dos lugares mais fantásticos que já vimos e, sem dúvida, o visual mais belo de toda a Chapada. Imperdível! O dono da pousada fez contato com um dos melhores guias da região (Joaab), que nos levou para fazer uma trilha pelo leito do rio Cumbuca, ver algumas inscrições rupestres e assistir ao pôr-do-sol no alto do Morro do Cruzeiro, tudo em Mucugê. Na cidade, ainda conhecemos o Cemitério Santa Isabel, em estilo bizantino.

No caminho para Lençóis, onde ficaríamos mais cinco dias, passamos por Igatu, cidade com várias casas construídas em pedras, pelos antigos garimpeiros. Fomos ao Poço Azul, em Nova Redenção. Um lago fantástico, numa gruta subterrânea. Em Lençóis, ficamos acomodados na Pousada da Fonte. Acomodações simples, mas com serviço e preço ótimo. Contratamos um guia (R$80,00 por dia) indicado pela proprietária, que nos acompanhou todos os dias a vários lugares.

Alguns passeios interessantes que fizemos: Gruta da Lapa Doce, Gruta do Lago Azul, Gruta da Pratinha, Morro do Pai Inácio (imperdível ao entardecer), Serra das Paridas e Cachoeira dos Mosquitos. O passeio ao Pantanal de Marimbus é muito cansativo. São várias horas mal acomodados em uma canoa e com uma paisagem monótona. Só o final, nas piscinas do rio Roncador, comer mangas que caem maduras no chão no meio da trilha e o almoço no bar da Dona Lourdes, na Vila Remanso, é que valem a pena.

Os passeios que são feitos próximos à cidade, no rio Serrano e no Ribeirão do Meio também não são muito atraentes. Deixamos de fazer dois passeios que dizem valer a pena: as cachoeiras da Fumaça e da Fumacinha, ambos os casos por estarem secas, devido à falta de chuvas no período. A noite em Lençóis é bem agitada. Bons restaurantes (jantamos várias vezes no La Bodega) e um comércio variado.

Lembre-se: se você pretende conhecer a Chapada, não esqueça que, na maioria dos passeios que fizer, vai se deslocar de carro (em estradas de chão) por dezenas de quilômetros, caminhar muito e, em alguns casos, por trilhas bem difíceis. É uma mistura de cansaço e satisfação. Esteja preparado fisicamente.

"Restaurantes da região da chapada"

Jemima

Enviada por Jemima

Foi com a família em 2013 e achou Muito bom

Ribeirão de Baixo
Ribeirão de Baixo Enviada por Jemima
Estive pela primeira vez na chapada diamantina mas precisamente na cidade de Lençois,no feriado de 15 de novembro.Gostei muito da cidade principalmente por ser bem tranquila não vi nem um roubo ou briga etc,outra coisa importante e o contato que voce tem com a natureza.Para mim o ponto negativo da cidade e região da chapada e a falta de estrutura de alguns restaurante,afinal e uma região que recebe turistica o ano todo, voce chega com fome e quer uma comida rapida,ai voce faz o pedido, e pergunta se vai demorar muito tempo... E eles metem para querer manter voce no local ,e depois so chega de uma hora e meia,um verdadeiro absurdo(restaurante que tem em frente ao rio Mucugêzinho,e outros na cidade de Lençois) Pois bem para aquelas pessoas estiverem com fome e quiserem comer logo a dica que dou e ir nos restaurantes de comida a quilo,saciarão a fome e não vão perder muito tempo da viagem.

"Fantástico"

ANGELA

Enviada por ANGELA

Foi com a família em 2014 e achou Excelente!

Poço Azul
Poço Azul Enviada por Guto
O lugar é excelente, com várias cachoeiras, paguei R$ 20,00/pessoa, para ficar o dia todo, tem um restaurante e uma cantina simples, só comi uns salgados e por sinal não recomendo. Já a comida não experimentei.Não leve muita coisa pois só permitem colocar os pertences numa sacola plástica e transparente fornecida por eles. Ah leve um snorkel! Não pode entrar com bebida e comida. Tem armário para guardar os pertences. O carro fica dentro do parque . Tem muita família. Para ter acesso às cachoeiras você vai à pé e sem guia pois são perto uma das outras , e tem guia monitorando as cachoeiras e o acesso se dá por caminhos de madeira tipo pontes. Tem pousadas dentro do parque para quem deseja ficar mais dias. Estava em Imperatriz e de carro deu cerca de 5 h de viajem, porém, vá cedo e retorne cedo pois está acontecendo assaltos na estrada por ser muito deserta. Da BR até chegar na entrada do parque você percorre 26,8 km em estrada de terra é muita poeira e deserto, mas valeu muuuuito a pena!

"Viste Igatu a cidade de Pedra"

Urbino Brito dos Santos

Enviada por Urbino Brito dos Santos

Foi sozinho em 2011 e achou Excelente!

Caros amigos estive em Igatu em setembro do ano passado e recomendo é uma maravilha lá se pode viver a história do Garimpo do Diamante, em Igatu no auge do Garimpo morava uma populacão 15 mil habitantes inclusive a vila era governada pelo Coronel Gondim que morreu de tristeza quando Orácio de Matos desarmou todos os coroneis da Chapada, são hoje pouco mais de 400 pessoas que moram por lá.
Também tive oportunidade de conhecer o Museu Vivo do Garimpo, no Projeto Sempre Viv e também fotografei ruinas de habitações de garimpeiros dentro do Projeto, que nunca havia sido fotografado por nenhum veículo de comunicação segundo me disse Edmundo o meu guia, ainda ao lado da cidade de Mucugê fotografei o local onde foi extraído o primeiro diamante na Chapada.

Outra dica muito boa também é conhecer o projeto da Cachaça Abaíra na cidade de Abaíra e a cada dois anos sempre no mês de setembro acontece o Festival da Cachaça, já fui lá 3 vezes e pretendo ir em setembro próximo.
A pousada Mucugê é muito boa tem uma café da manhã espetacular
Pra vocês terem idéia nos 3 dias que estive na pousada meu café da manhã foi: Coalhada com Melado de Cana, Yogurt, Banana caturra frita e fátias de Manga que é uma delicia.

"Como aproveitar o máximo da Chapada"

marize mendes

Enviada por marize mendes

Foi com amigos em 2017 e achou Excelente!

Como é impossível encontrar os melhores lugares da Chapada sem um guia, deixo aqui o caminho das pedras: Contrate um guia prá chamar de seu. Não vá junto com todo mundo, entulhado num carro cheio e pagando até mais caro. É lógico que se você for muito jovem e atlético vai acompanhar sem esforço qualquer tipo de galera. 

Mas se tiver crianças, pessoas sem preparo físico, aqueles que gostam de parar prá descansar um pouquinho, pode atrapalhar o grupo porque cada um quer uma coisa diferente. Com ou sem carro próprio, você pode contratar um guia que vai fazer seu roteiro dentro das suas condições, todos podem conhecer bem a Chapada mesmo depois dos 60 anos , como eu. Indico o guia mais espetacular, paciente, que gosta de crianças e de idosos, forte, gentil e que principalmente é um ótimo fotógrafo o Dairone.  Melhores meses prá ir, agosto e setembro . Boa viagem. Marize.

"Ibicoara"

Enviada por Alberto

Foi com amigos em 2007 e achou Excelente!

Cachoeira do Buracão vista por cima e de frente
Cachoeira do Buracão vista por cima e de frente Enviada por Petrônio
Quem for à Chapada tem que obrigatóriamente visitar a Cachoeira do Buracão, um lugar de uma beleza ímpar. A trilha é muito fácil, ideal para iniciantes no Trekking. Na mesma trilha encontra-se tabém duas cachoeiras maravilhosas: a das Orquídeas e do Recanto Verde, uma cachoeira que não tem rio e nem poço, a água saí de dentro de uma parede e corre por baixo das pedras, fantástico.

"Dicas para quem vai visitar a Chapada Diamantina"

Viajante Inveterada

Enviada por Viajante Inveterada

Foi com amigos em 2013 e achou Excelente!

leve um calçado ideal para caminhadas, use duas meias (uma por cima da outra), assim seus pés ficarão mais confortáveis.
alguns lugares são de difícil acesso e ter um bom preparo físico irá ajudá-lo a desvendar lugares maravilhosos e visuais incríveis.
se pretende viajar para lá e alugar um veículo, atenção para a dica : vá até salvador e alugue um carro na capital baiana, pois em lençóis, por exemplo, há apenas uma locadora de automóveis e o preço é duas vezes maior do que em salvador.
se decidir voar até lençóis suas opções serão : alugar um veículo por lá e pagar bem mais caro ou comprar os passeios com as agências de turismo da região.
alugando um carro você tem mais mobilidade e não fica preso às agências de turismo. o ideal é um veículo tipo cross fox (alto), pois muitas estradinhas são de terra e cheias de pedras.
quando for fazer os passeios, contrate os serviços dos guias especializados na associação de condutores turísticos das cidades onde visitar. em lençóis tem um guia nota dez na associação chamado junior (tel 75 9993-4434 vivo) o cara é atencioso, cuidadoso e muito prestativo.
fui até a cachoeira do sossego, cuja caminhada é de 14 km ida e volta, e quando cheguei no pé da cachoeira, só foi possível um banho no poção (um poço bem fundo e de águas escuras), porque o junior teve o cuidado de levar um colete salva vidas pra mim. todos que estavam por lá ficaram abismados, uma vez que só o meu guia se preocupou com o equipamento de segurança.
pra quem sabe nadar e não tem medo de água sem problemas pular no poção sem o salva vidas.
programe-se para passar alguns dias em cada vilarejo.
o pessoal indica sempre lençóis por conta da infraestrutura turística, mas devido às distâncias entre uma cidade/vila e outra o melhor é pernoitar na região onde você irá explorar, exemplo : se está pernoitando em lençóis e deseja conhecer mucugê (outro vilarejo), não tema em pernoitar por lá, garanto que não vai se arrepender.
cada lugar tem sua particularidade e vale a pena explorar e conhecer tudo o que for possível.
tente programar-se para ficar na região por pelo menos uma semana. há muito o que se ver.
finalmente, leve roupas leves para as caminhadas, preferencialmente roupas usadas em academias que são ideais para esse tipo de passeio, não pesam tanto na bagagem e são bem confortáveis. ah ! não esqueça as roupas de banho, pois em cada lugar terá a opção de um banho refrescante ou congelante.
boa viagem e divirta-se muito.

"Lugar Muito Bom."

Enviada por Carlos Eduardo do Valle Silva

Foi a dois em 2012 e achou Muito bom

A minha visita a Lençois e Chapada foi de última hora. Em Salvador alugamos um carro e fomos para Lençois, o que recomendo fazer na parte da manhã, pois como são cerca de 450km e a estrada até lá conta com grande trafégo de caminhões.

Chegando em Lençóis há uma imensa variadade de pousadas e alguns hotéis com valores desde R$ 80 a R$ 350. Posso recomendar a Pousada Lua Rara (R$ 100), com farto café da manhã, internet de qualidade, embora com quartos modestos mas que atendem aos requisitos: frigobar, ventilador e ar cond, TV e etc, inclua ai o salão de jogos e piscina, o que acredito ser um achado a Pousada e o preço praticado.

Não deixem de visitar o Morro do Pai Inácio, a Gruta da Lapa Doce, Gruta da Pratinha e Azul onde não é necessário guias como muitos irão dizer, basta o carro e a informações dos panfeltos e da própria pousada. Vale lembrar que nesses lugares irão cobrar a entrada que variam de R$ 5 a R$ 19.

Na chapada, os trekking's são feitos por guias, visto que as trilhas não são sinalizadas, assim preparem o bolso e o condicionamento físico, o valor da diária de um guia começa com R$ 80 e dependendo do quantitativo de pessoas pode subir. Há treking's de 1 a 7 dias, dormindo inclusive em casa de nativos.

Onde comer na cidade varia de acordo com os horários, o almoço tem pouco variedade de restaurantes, que cobram o quilo na faixa dos R$ 20. A noite pro jantar há uma variedade maior, mas não esperem churrascarias, o que mais vi foi a oferta de massas e pizzas e a medida que você sobe as ladeiras próximas a rua das Pedras os preços variam, posso recomedar o El Jamiro e o Ba-Cana, sendo esse último um achado no último dia, com preço excelente e ótimo paladar.

A Fazendinha que fazia degustação de aguardente, na minha estadia não estava fazendo, contudo, encontrei o senhor Clóvis dono de uma loja de licores artesanais, que é uma simpátia e que se bobear te oferece provas de todos os seus licores.

"Fascinante!"

Priscila Mendes

Enviada por Priscila Mendes

Foi a dois em 2011 e achou Excelente!

Cânion de acesso ao Buracão. Imperdível!
Cânion de acesso ao Buracão. Imperdível! Foto: Guto
O acesso para a Cachoeira do Buracão não é dos melhores, assim como a maioria das atrações da Chapada, ainda mais indo de moto, como foi o meu caso rs. As estradas são de chão na maior parte e às vezes até de areia... mas todo perrengue é recompensado ao avistar uma cachoeira de 100 metros de queda forte, barulhenta e linda!!

A trilha é fácil e passa por inúmeras outras cachoeiras, não se tornando cansativa já que se para bastante, mas é longa, cerca de 3 horas.
Deve-se levar lanche leve, protetor solar e coragem para atravessar a ponte que permite chegar até a cachoeira, se vc parar antes da ponte não verá nada, só escutará o barulho. A ponte é feita de madeira e é estreita!! Muita adrenalina!!

"Imperdivellllll"

Enviada por Iris Parolis

Foi a dois em 2016 e achou Excelente!

Estive em Chapada Diamantina no inicio de janeiro/2016, logo após os picos de incendios. A região mais afetada foi o miolo do mini pantanal, os demais lugares estava tranquilo.
É impossivel não falar de tudo um pouco. Então Iniciarei pelo caminho de São Paulo até Salvador.
Minhaprimeira dica é um pouco mais cara mais creio que o custo beneficio vale apena. Os voos para Chapada diamantina direto para Lençois sómente de quinta e domingo por tanto se organizem atecipadamente. Caso contrario sómente através de onibus, van(fretada o que sai mais caro), ou aluguel de carro que é uma boa pedida também. Fui de onibus confortavel e comprado com antecedencia sai super barato, mais dura seis horas. Lve bastante agua e um lanchinho.
A cidade com mais pessoas realmente é Lençois, lá tem toda infra estrutura e as melhores pousadas, para todos os gostos e bolços. Faça a reserva direto com osproprietários também o custo sai bem mais em conta,Fique na Pousada Mirante de Lençois aSenhora Katia proprietária mantem a organização e a excelencia ao atendimento aos cliente de forma que suas recepcionistas demonstre isso claramente, atraves do atendimento prestativo e gentil. Local muito limpo organizado e o local é lindo. Lá em lençois antes de fechar qualquer passeio fale com a recepção da sua pousada, conseguira fazer passeiospela metade do preço, pois as agencias cobram por pessoas e os taxista (Valdir uns do que indico) poderá fazer um pacote bem legal, todos os pontos turisticos são maravilhosos e valem apena ver cada um. Pratinha um dos locais mais lindo está com uma exploração turistica muito grande , não diminui a beleza, mais desanima o turista, extremamente caro. Para todos os passeios levem agua e lembre-se de levar papetes para longas caminhadas, e tenis pois emalgumas grutas não podem entrar de chinelos ou sapatos aberto. A noite a praça central é uma otima pedida pois é mais arejado, as ruas laterais são maravilhossas povo alegre, sem frecura, mais fica bastante abafado com o fluxo de pessoas.
Um barzinho 10 é Natorun uma caipinha maravilhosa e a Ju tm um atendimento 10.

Todos os passeios exigem um esforço fisico consideravel, portanto vá preparado, se comprar os passeios pelas agencias tomem cuidado pois os carros são de passeios e eles ganham por pessoa e ficam lotado e desconfortavel, procure saber se irão de van ou carro particular, pois por exemplo um fiati uno com 5 pessoas ficaapertado e quente mesmo com ar condicionado, o retorno alguem baba no ombro do outro dormindo. Se for de carro alugado muitos dos passeios não precisam de guias, pois fica em torno de 20 a 30 minutos da cidade.

Outra dica é sobre a bagagem levem o minimo necessário pessoal, pois salto alto roupa de noite nem vai usar, shors camiseta, vestidinhos leves echinelo você irá em qualquer lugar.
Boa viagem.
Mais dicas

Mais informações e atrações da Chapada Diamantina

Copyright 2000-2019 Férias Brasil©