Monte Roraima (RR)

  • Monte Roraima (RR) de helicóptero - Visual surpreendente Monte Roraima (RR) de helicóptero - Visual surpreendente
    Enviada por Jorge Macedo
  • Monte Roraima (RR) de helicóptero - Caminhadas exigem disposição e equipamentos Monte Roraima (RR) de helicóptero - Caminhadas exigem disposição e equipamentos
    Enviada por Jorge Macedo
  • Monte Roraima (RR) de helicóptero - Neblina e superação no caminho até o topo Monte Roraima (RR) de helicóptero - Neblina e superação no caminho até o topo
    Enviada por Jorge Macedo
  • Monte Roraima (RR) de helicóptero - Paisagem é de tirar o fôlego Monte Roraima (RR) de helicóptero - Paisagem é de tirar o fôlego
    Enviada por Jorge Macedo

Porque Ir

O Monte Roraima é o sétimo ponto mais alto do Brasil, com 2.875 metros de altitude, na tríplice fronteira entre Brasil, Guiana e Venezuela. Não bastasse a altura, o lugar impressiona pelas formas esculpidas nas rochas e paredões pela ação dos ventos em meio às savanas Amazônicas. Completam a paisagem, ainda, os rios, as cachoeiras, as esculturas em cristal e as mais de 400 espécies de bromélias.

Completam a paisagem, rios, cachoeiras, esculturas em cristal e mais de 400 espécies de bromélias
A formação teve início há cerca de 150 milhões de anos, e há séculos vem povoando a imaginação de aventureiros, cientistas, biólogos, antropólogos, esotéricos e místicos dispostos a tudo para escalar o paredão de pedra e chegar a seu platô. 

Inspirado nesse universo exótico, que remete ao período dos dinossauros, em 2009 foi criada a animação americana "UP - Altas Aventuras".

Desafios e obstáculos, claro, marcam a chegada ao Monte Roraima: são rios, rochas e ventos de até 100 quilômetros por hora, além de uma variação de temperatura entre 5 e 35 graus. 

Em 1991, três alpinistas brasileiros, depois de cinco dias e meio de escalada, subiram pela primeira vez a face leste, no lado do Brasil, o mais difícil e perigoso caminho para atingir seu cume. Hoje, agências de turismo de aventura organizam trekkings de seis a oito dias pela região, com camping selvagem. É possível, ainda, fazer sobrevoos de helicóptero pela região. Um deles, inclui uma noite no topo e caminhada para exploar partes da região.

No platô, uma vasta mesa de arenito de aproximadamente 40 quilômetros quadrados é coberta de blocos e montes de até 30 metros que se elevam por todos os lados. Ali, é possível ter a dimensão do poder do tempo, ao observar as fendas e abismos formados pela ação do vento e das chuvas. É aí que fica o vale dos cristais, onde ocorrem formações de pequenas esculturas pontiagudas de cristal.

A melhor época para explorar a região é na temporada de seca, que vai de setembro a março. Em janeiro, o clima é mais propício para o trekking, podendo-se chegar mais facilmente ao topo do monte. No meio do ano, por conta das chuvas, a qualidade das trilhas piora.

Diário de Viagem

Monte Roraima (RR) de helicóptero

Monte Roraima (RR) de helicóptero
Passeios levam ao topo e incluem pernoites, acampamento e caminhadas

Veja também as dicas de viajantes
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.