Paty do Alferes (RJ)

Porque Ir

A concorrida Festa do Tomate é um dos principais cartões de visita da pequena Paty do Alferes. Considerada um dos maiores eventos do estado do Rio, reúne artistas de projeção nacional que se apresentam no Parque de Exposições, no mês de junho.

Boa anfitriã, a cidade é palco também do Festival do Vale do Café, que acontece em julho nas fazendas da região. O evento tem intensa programação musical, com ritmos que vão do clássico ao samba, passando pelo chorinho e bossa-nova. As apresentações movimentam, ainda, as praças e as igrejas das cidades vizinhas, como Barra do Piraí, Valença, Vassouras, Piraí e Mendes.

Agito é garantido no mês de junho, quando acontece a Festa do Tomate

Nem só de eventos, porém, vive Paty. Visitar as construções históricas e as fazendas de café são bons programas. 

Uma das atrações mais concorridas é o Museu da Cachaça, com mais de duas mil garrafas de aguardentes, divididas por tópicos como localidade, marcas com nomes de santos, flores ou profissões, e as exóticas, que trazem rótulos com piadas politicamente incorretas. 

A visita inclui ainda degustação da cachaça produzida na região, oferecida nas versões branca, envelhecida ou adocicada.

No quesito fazenda, a São João da Barra é hors-concours. Datada de 1830, foi restaurada recentemente e possui uma das mais completas exposições e gravuras de documentos originais do século 19. Já a Pau Grande é uma das maiores e mais antigas da região.

Na Aldeia Arcozelo, um espaço cultural instalado em uma antiga propriedade rural, os destaques ficam por conta da programação artística - espetáculos de teatro e de música - e da capela, repleta de imagens de santos negros e de objetos utilizados para torturar escravos.
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.