Cabaceiras (PB)

  • Lajedo de Pai Mateus - Cenários naturais são perfeitos para gravações Lajedo de Pai Mateus - Cenários naturais são perfeitos para gravações
    Enviada por Antonio David
  • Lajedo do Pai Mateus - Formações rochosas encantam os visitantes Lajedo do Pai Mateus - Formações rochosas encantam os visitantes
    Enviada por Antonio David
  • Festa do Bode é arretada! Festa do Bode é arretada!
    Enviada por Antonio David
  • Lajedo Pai Mateus - Pedra do Chapéu Lajedo Pai Mateus - Pedra do Chapéu
    Enviada por Bitú
  • Lajedo de Pai Mateus - Ccc Lajedo de Pai Mateus - Ccc
    Enviada por Editoria
  • Cinema - Cidade é cenário de filmes Cinema - Cidade é cenário de filmes
    Enviada por Editoria
  • Fazenda Pai Mateus - Lajedo Fazenda Pai Mateus - Lajedo
    Enviada por Iara Alcântara
  • Lajedo do Pai Mateus - Pedra do Capacete convida à contemplação Lajedo do Pai Mateus - Pedra do Capacete convida à contemplação
    Enviada por Iara Alcântara
  • Lajedo Pai Mateus - Vista Quando Se Está Subindo Lajedo Pai Mateus - Vista Quando Se Está Subindo
    Enviada por Bitú
  • Lajedo Pai Mateus - Vista de Cima Lajedo Pai Mateus - Vista de Cima
    Enviada por Bitú

Porque Ir

Escondida na região do Cariri – a parte árida do estado da Paraíba, quente o ano inteiro - Cabaceiras reúne o que há de melhor por ali: artesanato rico, gastronomia deliciosa à base de bode, folclore, forró e belezas naturais dignas de cinema. 
Cenário para mais de 30 filmes e documentários, Cabaceiras é conhecida como Roliúde Nordestina

A natureza exótica é o principal cartão-postal de Cabaceiras e a responsável pela cidadezinha servir de locação para mais de 30 documentários e filmes nacionais, entre eles, o Auto da Compadecida. Não por acaso, a cidade é conhecida como a “Roliúde Nordestina”, com direito a letreiro de boas vindas à la Hollywood

Na maioria das produções, as cenas foram gravadas tendo o Lajedo do Pai Mateus como pano de fundo. O cenário encantador reúne pedregulhos de várias formas e tamanhos, furados, tortos... que formam um belo mar – ou seria um jardim? - de pedras. E ainda tem o pôr do sol digno de final feliz! 

No centro da cidadezinha, mais “sets” perfeitos: o casario colorido e preservado do século 18 contrasta com o marrom árido da região que, na época das chuvas, fica completamente verde. Ainda no centro fica a Igreja de Nossa Senhora da Conceição e a Cadeia Pública, também aproveitadas nas gravações. Nos arredores funciona o Memorial Cinematográfico, um pequeno museu com fotos, roteiros e material usado nas gravações, inaugurado em 2007.

Fã ou não da Sétima Arte, Cabaceiras é um destino que encanta os visitantes. Além do Lajedo e seus blocos de granito arredondados que chegam a pesar 45 toneladas cada; tem ainda a Saca de Lã: acessível por uma pequena trilha entre mandacarus, facheiros e xique-xiques, o atrativo reúne blocos empilhados uns sobre os outros, sem intervenção do homem. 

Ao contrário do Lajedo, que merece a visita à tarde por conta do pôr do sol, o melhor horário para visitar a Saca é pela manhã, por conta do calor. Ambos ficam em um terreno privado, no interior do Hotel Fazenda Pai Mateus. Os guias podem ser contratados no próprio hotel. 

Quando o assunto é artesanato, boa mesa e festa, Cabaceiras ganha muitos “Oscar”! Os tradicionais artigos em couro ganharam a companhia das fibras vegetais e do algodão, enchendo as lojinhas de redes, tapetes, mantas, carteiras... Na Arteza, uma cooperativa na cidade vizinha de Ribeira, os destaques são as sandálias, as bolsas e os chapéus feitos com couro de bode. 

E por falar no caprino, ele é o “dono” da cidade, com direito à Festa do Bode Rei! São três dias de homenagens com desfiles, exposições, gincanas, apresentação de grupos folclóricos, competições, forró e pratos típicos como a bodioca, uma tapioca recheada com a carne do bicho. O evento acontece em junho e marca a abertura do São João na região do Cariri.
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.