Corumbá (MS)

  • Ave Simbolo do Pantanal - Tuiuiú - Uma das mais belas aves Ave Simbolo do Pantanal - Tuiuiú - Uma das mais belas aves
    Enviada por Neto
  • Pôr do Sol Pantaneiro - Rio Paraguai Pôr do Sol Pantaneiro - Rio Paraguai
    Enviada por Symonne
  • Pôr do Sol Pantaneiro - Pôr do Sol Pôr do Sol Pantaneiro - Pôr do Sol
    Enviada por Symonne
  • Canal do Tamengo - Vista do Canal ao Entardecer, desde o Parque Marina Gattass Canal do Tamengo - Vista do Canal ao Entardecer, desde o Parque Marina Gattass
    Enviada por GUSTAVO RECALDE
  • Baía do Tamengo - Extensão do Rio Paraguay, desde o Parque Marina Gattas Baía do Tamengo - Extensão do Rio Paraguay, desde o Parque Marina Gattas
    Enviada por GUSTAVO RECALDE
  • Vista Central e Planície Pantaneira, desde o morro do Bairro Cristo Redentor Vista Central e Planície Pantaneira, desde o morro do Bairro Cristo Redentor
    Enviada por GUSTAVO RECALDE
  • Pesqueiro Próximo da Cidade - Beira do rio paraguai Pesqueiro Próximo da Cidade - Beira do rio paraguai
    Enviada por Margry
  • Porto Geral - Pôr do Sol no porto da cidade. Lindo! Porto Geral - Pôr do Sol no porto da cidade. Lindo!
    Enviada por Margry
  • Porto - Fim de tarde é sempre um espetáculo Porto - Fim de tarde é sempre um espetáculo
    Enviada por Mário
  • Corumbá - Pôr do Sol...o mais lindo que já vi! Corumbá - Pôr do Sol...o mais lindo que já vi!
    Enviada por Carol
  • Rio Paraguai - Entardecer Divino ! Rio Paraguai - Entardecer Divino !
    Enviada por Aryane

Porque Ir

Uma das principais cidades do chamado Pantanal Sul, Corumbá é ponto de partida para um dos mais belos passeios da região: o que atravessa a Estrada-Parque do Pantanal. São 120 quilômetros de terra e 87 pontes de madeira, em um verdadeiro zoológico a céu aberto - durante o trajeto, observa-se de araras e tuiuiús a jacarés, capivaras, veados e sucuris. A viagem pela estrada aberta no fim do século 19 pelo Marechal Cândido Rondon inclui, ainda, uma travessia de balsa sobre o rio Paraguai. A melhor época para fazer o passeio é entre os meses de maio e setembro, quando chove menos e fica mais fácil observar a rica fauna.

Museu de História do Pantanal apresenta a região através de fotos, maquetes, painéis e recursos audiovisuais

Corumbá fica às margens do rio Paraguai, sendo inevitável curtir uma pescaria. A fartura e a variedade de peixes - são mais de duzentas espécies - enchem os olhos dos pescadores, que lá fisgam piranhas, pintados, pacus, piraputangas, dourados... É preciso, porém, ficar atento ao período da piracema, entre novembro e março, quando a prática da atividade é proibida. Já outubro é mês de festa, com a realização do Festival Internacional de Pesca do Pantanal.

Quando o assunto é cultura, a cidade também dá show. Na área do porto, o casario colonial do século 19 foi restaurado e tombado pelo Iphan. Por ali fica o Museu de História do Pantanal, que apresenta a região através de fotos, maquetes, painéis e recursos audiovisuais. Já os fortes da região guardam muitas histórias, além de descortinarem belas vistas panorâmicas. No Coimbra (1755), os destaques são os canhões ingleses e norte-americanos; enquanto no Junqueira (1871), a construção em pedra calcária divide a atenção com os 12 canhões originais.

Para conhecer um pouco mais sobre a flora e fauna do Pantanal, visite a Estação Natureza, um museu interativo mantido pela Fundação O Boticário. Os belos animais e plantas regionais são também os temas do artesanato local, encontrado na Casa do Artesão e na Casa de Massabarro.
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.