48 horas em Búzios (RJ)

48 horas em Búzios (RJ)

Por Gil Barros

09 de Fevereiro de 2017

Um final de semana é muito pouco para falar “conheci Búzios”. São muitos os atrativos espalhados pela península. Mas caprichei no roteirinho com várias dicas bacanas que farão você ficar bastante satisfeito. Mas na próxima, venha com mais tempo, ok?!

Sexta
Para iniciar os trabalhos, indico jantar em um dos restaurantes do Centro. Para os românticos de plantão, uma boa pedida é o Cigalon, na Rua das Pedras, com um clima aconchegante, comida francesa, à luz de velas e com vista para a praia da Armação. Comida excelente. Um bom vinho para acompanhar, claro!

Para quem curte uma música ao vivo, a dica é o Pátio Havana, um bar/restaurante com decoração top, também na Rua das Pedras. Se for a alta temporada, reserve. Por falar em reserva, caso opte pelo ótimo (e caro) Bar do Zé, na Orla Bardot, ligue antes de sair de sua cidade, ou enfrentará uma fila gigantesca na porta. E não deixe de provar a caipvodka de frutas vermelhas, imbatível!

Saindo do circuito Rua das Pedras/Orla Bardot, mas bem pertinho delas, fica a rua Turíbio de Farias, com bons restaurantes – tanto nela quanto em suas travessas - como o Pimenta Síria (comida árabe), o super tradicional Restaurante do David e o Mr. Brad, com um sambinha de raiz.

Dica: deixe a sobremesa e o cafezinho para o Maria Maria Café, famoso pela torta de banana com chocolate, com direito a curtir a vista noturna da praia da Armação e seus barquinhos. Depois, vale dar uma esticada pelas lojas - para desgastar e gastar um pouco - ou somente para acompanhar o vai e vem dos turistas. 

Sábado
Manhã
Um roteiro que gosto de fazer com amigos que vêm aqui é levá-los ao Centro, deixar o carro estacionado e caminhar pela Orla Bardot até a praia dos Ossos, subindo pela Igreja de Santana. A vista lá da igreja é muito bonita e rende lindas fotos.

Em seguida, é só descer e seguir pela praia dos Ossos em direção às praias Azeda e Azedinha (10 minutos de caminhada). Na alta temporada é difícil achar espaço, chegue cedo pois a faixa de areia é pequena e os barraqueiros tomam conta com suas cadeiras para aluguel. Por ali, a água normalmente é mais “quente” que em outras praias. Búzios, como toda a região dos Lagos, costuma ter o mar gelado.

Depois de curtir as duas prainhas, pegue um taxi marítimo (baratinho) até onde ficou o carro. Você verá a Orla Bardot de outro ângulo. 

Tarde
O rumo agora é a praia de Geribá, com grande extensão de areia e talvez a mais conhecida de Búzios. Lá, dá para escolher onde ficar: canto direito, com mar mais agitado e opções de bares para almoço, como o Fishbone; ou canto esquerdo, com um mar bem mais calmo. Vale a pena alugar um SUP ou um caiaque. Ou, simplesmente sentar em um quiosque e tomar uma cerveja bem gelada.

Saindo da ponta esquerda e caminhando por uma ruela, chega-se a uma praia muito, mais muito charmosa: a Ferradurinha, uma pequena enseada com águas cristalinas onde você pode alugar um caiaque e, caso o mar esteja tranquilo, remar até a praia dos Amores, bem em frente à Ferradurinha.

Calma que ainda não acabou! Saindo da Ferradurinha, tome a direção do Porto da Barra, na praia de Manguinhos, para ver um incrível pôr do sol. Imperdível! No complexo de bares e restaurantes, sente-se no lounge do Anexo Praia, peça um drink e faça fotos incríveis para eternizar o momento.

Noite
Depois do dia puxado, que tal uma pizza? Sugiro uma local, feita no forno a lenha: pizzaria do Cris, ambiente simples e caseiro. Fica bem em frente ao Posto Médico/Policlínica de Manguinhos. Se você está pensando num vinho ou uma cerveja para acompanhar, esqueça. O Cris não vende nada alcoólico... Mas você pode levar sua bebida! 

Prefere um hambúrguer artesanal? Siga para o Vero, uma bikefood estacionada na Praça do Skate de Geribá, ao lado da Sorveteria Weekend. O sanduíche é preparado na brasa e não na chapa! Para acompanhar, cervejas geladas e, para finalizar, sorvetes ou açaí. 

Caso a opção seja por um jantar em ambiente mais charmoso, vale conhecer o Espaço Domme, ao lado do Porto da Barra. Simpático e ao ar livre, conta com três restaurantes: um japonês, um de carne e outro de massas. Você pode sentar em qualquer ambiente e pedir o prato de um dos três restaurantes. 

Outra ideia é voltar ao Porto da Barra, que à noite tem linda iluminação, são muitas as opções: Cais de Gaia (português), Zuza, Donna Jô (contemporâneos)... 

Domingo
Manhã
Eu optaria por não tomar o café da manhã na pousada ou em casa. Iria para a Boulangerie Rabe, em frente à pracinha de Geribá. Lugar pequeno onde os donos são um alemão e uma francesa. Lugar pequeno, por vezes tumultuado, mas com bolos e pães do outro mundo! 

Em seguida, vá conhecer a praia da Tartaruga, com águas calmas e mais quentes, com bons pontos para mergulhar de snorkel e apreciar a vida marinha. O almoço pode ser no Centro, no 
Bananaland, um quilo delicioso e caro, mas vale a pena!

Está na hora de voltar? Que pena, faltou conhecer várias praias: BravaFornoFerraduraJoão Fernandes... Também não deu para ir na Feira Livre Periurbana que acontece aos sábados, no Cine Bardot, na Ponta da Lagoinha... Que tal voltar e passar uma semana?

Fotos
Divulgação Donna Jô (pôr do sol)

Veja também: Descobrindo Búzios


Gil Barros

Morador de Búzios há dez anos e amante da fotografia

Outras Postagens
Ver Mais Postagens
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.