Inhotim - Brumadinho (MG)

Marcelo Coelho

Misto de museu de arte contemporânea e jardim botânico, o belíssimo instituto fica pertinho de Belo Horizonte. As obras estão espalhadas por galerias, pavilhões e, claro, ao ar livre, em meio aos lindos jardins assinados pelo paisagista Pedro Nehring (discípulo de Burle Marx), repletos de espreguiçadeiras, bancos talhados em troncos de árvores, lagos... Mais de cinco mil espécies de plantas enfeitam o cenário paradisíaco e alguns números impressionam: Inhotim tem uma das mais relevantes coleções de palmeiras do mundo, com aproximadamente 1.400 espécies, somando mais de 20 mil árvores. Já a coleção de Arecaceae, família que inclui imbés, antúrios e copos-de-leite, é a maior da América Latina, com mais de 450 espécies, enquanto as orquídeas chegam a mais de 330 variedades. Colorir livro para que?

Jardim Botânico - Rio de Janeiro (RJ)

Alexandre Macieira/Riotur

Cerca de nove mil espécies de flores e plantas do Brasil e do mundo ornamentam as alamedas do jardim, criado por D. João VI em 1808. As palmeiras imperiais da época da fundação destacam-se na paisagem, assim como o chafariz, o roseiral e o lago com vitórias-régias. Fique atento à Alameda do Jambeiro, que revela o Cristo em meio às palmeiras! Entre os espaços mais visitados está o orquidário, com mais de três mil exemplares de 600 espécies. O parque abriga ainda diversas trilhas e o jardim sensorial, feito especialmente para pessoas portadoras de deficiência visual: há inscrições em braile e as plantas selecionadas podem ser tocadas. Por aqui, a beleza é apreciada de variadas formas.

Le Jardin - Gramado (RS)

Divulgação

O primeiro parque de lavanda do país reúne dez mil pés da planta e suas lindas e variadas espécies. Elas se espalham por um belo jardim multicolorido que contorna toda a propriedade de 3,5 hectares. Entre outubro e dezembro, o parque oferece uma atração a mais: as lavandas em flor, formando um cenário para lá de fotogênico! O espaço abriga ainda uma estufa de produção de flores, um pequeno café que capricha no apfelstrudel e uma lojinha temática - onde a cor lilás predomina - que vende mudas de lavanda produzidas lá mesmo. Quer mais? O Le Jardin tem entrada gratuita!

Amantikir - Campos do Jordão (SP)

Divulgação

O belo parque reúne 22 coloridos jardins com espécies vindas de diversos países como Inglaterra, Austrália, Alemanha, Japão e Espanha. As visitas, guiadas ou não, levam a labirintos, lagos e pontes, além de revelarem recantos perfeitos para relaxar ? caso do Mirante, que escancara o Vale do Lajeado. Para quem gosta de viajar com os cães de estimação, uma boa notícia: o espaço é aberto para eles também, desde que fiquem no colo ou usem coleiras. Hoje, a área ocupada é de 35 mil metros quadrados, mas o objetivo é preencher os outros 25 mil com mais jardins e mirantes. E o projeto já está em implantação!

Jardim de Maytrea - Chapada dos Veadeiros (GO)

Leonardo Milano

De todos jardins citados no texto, Maytrea é o mais selvagem e místico. O belo cenário é pontilhado por campos de flores como o chuveirinho, além de veredas e buritizais. A vista panorâmica - 360 graus - descortina um horizonte recortado por cadeias de montanhas como os morros do Chapéu Chinês, Peito de Moça e Morro da Baleia. É um dos lugares mais apreciados pelos visitantes que chegam à Chapada e também um dos mais fotografados, em especial ao pôr do sol: as luzes e as cores que surgem por ali são surpreendentes.

Jardins da Praia - Santos (SP)

Tadeu Nascimento / SeturSantos

No nosso Brasil tem até jardim na beira da praia! E mais: é o maior jardim à beira-mar do mundo! Consagrada pelo Guiness Book, a orla santista reúne gramados, alamedas de palmeiras e de chapéus-de-sol, além de variadas espécies de arbustos. No total, são 5.300 metros de comprimento ? acompanhando toda a faixa de areia - e larguras que variam entre 45 e 50 metros, ocupando uma área de 219 mil metros quadrados. O belo mosaico é formado ainda por 815 canteiros, cheios de cuidados: os que recebem o vento sul têm espécies mais resistentes, formando uma barreira que protege os canteiros internos, repletos de biris vermelhos, crisântemos brancos, amarelos e mesclados, lírios amarelos e brancos. Idealizado pelo engenheiro Saturnino de Brito em 1914, o jardim começou a ser construído em 1920. E nunca mais parou de florir!

Jardim dos Pinhais - Santo Antônio do Pinhal (SP)

Divulgação

Formas e cores enchem de charme o conjunto de oito jardins temáticos, cortados por 1.200 metros de passarelas, riachos e platôs, somando uma área de 82 mil metros quadrados de paisagismo. Espécies botânicas de diversos países enfeitam os espaços, como o Jardim Canadense, tomado por um tapete de flores coloridíssimo. Já o Japonês ensina aos visitantes o significado das pontes, dos bambus e dos peixes. No Jardim Desértico, a aridez fica ainda mais explícita com os cactos espinhosos; enquanto no Tropical há bromélias gigantes e um gazebo para descanso em plena mata. O parque oferece ainda um belo restaurante, instalado em um deck e com belíssima vista. Depois do almoço, que tal visitar o redário?

Jardim Botânico - Curitiba (PR)

Setur PR

A estufa de ferro e vidro, marca registrada do jardim, é inspirada no Palácio de Cristal de Londres, erguido na década de 20, no estilo art nouveau. Lá dentro, exemplares de plantas características das regiões tropicais são as atrações. Do lado de fora também há muito para apreciar: um imenso jardim em estilo francês com seus canteiros geométricos emoldura a estufa. Também fazem parte da paisagem os chafarizes e a escultura intitulada "Amor Materno" do artista João Zaco. E ainda tem o Museu Botânico, um dos maiores do mundo, com mais de 400 mil espécies catalogadas; o Jardim das Sensações, a pista de cooper, a trilha para caminhada, o lago, o corredor de cerejeiras... São 178 mil metros quadrados de pura beleza contornada por araucárias. Não deixe de agendar uma visita guiada - e grátis!

Jardim do Nêgo - Friburgo (RJ)

Divulgação NFCVB

O ateliê do artista plástico cearense Geraldo Simplício, o Nêgo, funciona ao ar livre, dando formas aos barrancos que circundam a íngreme propriedade instalada na estrada Teresópolis-Friburgo. Por todos os lados do sítio, esculturas gigantescas representam mulheres, crianças e animais, entre outras imagens. O traço final é dado pela natureza, através dos musgos que crescem sobre as belas obras. Para o passeio ficar ainda mais completo e interessante, ouça as histórias contadas pelo artista ao fim da visita.

Praça das Flores - Nova Petrópolis (RS)

Acervo Municipal

O nome da praça, na verdade, é Praça da República. Mas por conta dos belos e floridos jardins, o espaço é muito mais conhecido pelo carinhoso apelido! O principal atrativo é o Labirinto Verde, feito com arbustos e ciprestes e que desafia o visitante a chegar ao seu centro e retornar para a praça. Característica típica das cidadezinhas do interior, o jardim é ponto de encontro dos moradores, em especial, pela manhã, quando chegam para caminhar e fazer exercícios em meio ao cenário inspirador. Que tal guardar na mala a caixa de lápis de cor?

+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.