Gramado (RS)

Nas fábricas da cidade serrana, a entrada é gratuita! Na Chocolates Planalto, uma minifábrica funciona dentro da loja do Centro, apresentando o processo de produção de bombons, tabletes, pastilhas... Já na Florybal, a cascata de chocolate de 200 quilos na entrada da fábrica leva ao corredor por onde os visitantes observam, atrás dos vidros, a produção de delícias como as trufas - são mais de 30 sabores! Na Prawer, a visita é bem rapidinha, cerca de dez minutos, mas mesmo assim, todos precisam colocar touca nos cabelos - a produção é vista de pertinho! Dá para acompanhar o trabalho dos artesãos (sim, tudo é feito à mão), que agora decoram as iguarias com desenhos para a Páscoa. Ao final, há degustação de chocolatinhos!

Em tempo: de 14 a 31/03 acontece a Chocofest, com desfiles, paradas, exposições e shows artísticos tendo a delícia como tema! Os eventos acontecem na Rua Coberta e na Avenida das Hortênsias. E na vizinha Canela também tem atrações e guloseimas de Páscoa!

Nova Friburgo (RJ)

A produção na Queijaria Suíça é toda artesanal e tem somente uma máquina, que tempera o chocolate. O restante fica por conta de três funcionários, treinados pela Nestlé. O processo pode ser acompanhado de perto, através dos vidros: o chocolate é derretido em banho-maria e colocado no mármore para a temperagem, que é o segredo para que fique macio e brilhoso. Depois é batido - tudo na mão! Entre as especialidades estão as trufas de vários sabores. As delícias são vendidas na loja ao lado da fábrica e, como o local, originalmente, é uma queijaria, ainda dá para encher o carrinho com queijos deliciosos!

Campos do Jordão (SP)

Na Chocolate Araucária, a produção é acompanhada de dentro da loja, que é toda envidraçada. Também na loja funciona um pequeno espaço cultural, onde a história do chocolate enche os olhos através de um vídeo. A visita, gratuita e simples, não tem acompanhamento de guias. Ao fim do passeio, é hora de encher a cestinha com línguas de gato, trufas, bombons, cremes de avelã...

Vila Velha (ES)

Na Fábrica da Garoto, o Chocotour dura uma hora e meia por entre os - chocodutos -, que se estendem por seis quilômetros dentro da fábrica. Enquanto as informações sobre a fabricação dos bombons são apresentadas, há paradas para degustação! O processo é bem tecnológico: é possível ver máquinas que embalam até 1.250 unidades por minuto. Para fazer o trajeto na área industrial é preciso estar de calça comprida, blusa de manga e tênis. E fazer reserva!

Caçapava (SP)

Na Fábrica da Nestlé, o tour Chocolover começa em uma plantação de cacau virtual e segue por outras dez etapas - entre elas, moldagem e recheio - com painéis interativos, sonorização, ambientes aromatizados e apresentação de pequenos vídeos que contam um pouco da história dos principais chocolates da empresa. Filmes de campanhas memoráveis também estão em cartaz. O passeio, de uma hora e meia, é feito através de uma passarela em aço e vidro que percorre todo o interior da fábrica - dá para ver como são feitos o Alpino, o Prestígio, o Chokito, o Charge e o Suflair! O passeio termina na lojinha, com todas as doçuras produzidas no Brasil! É preciso agendar a visita no site da Nestlé.

Ilhéus (BA)

A primeira fábrica de chocolate artesanal do Nordeste - Chocolate Caseiro - está a apenas oito quilômetros do centro da cidade. Por lá, dá para acompanhar um pouco do processo de produção das delícias, vendidas na lojinha ao lado. Aproveite para visitar as fazendas produtoras de cacau, responsáveis por guloseimas tão divinas! Na Fazenda Primavera, parte das sementes é aproveitada para a confecção de chocolate caseiro, servido aos visitantes depois do tour pelas plantações de cacau. Já na Fazenda Vitória, os turistas acompanham as técnicas de produção desde a secagem das amêndoas de cacau até o produto final, com direto, claro, à degustação de chocolates finos!

+ Especiais do Brasil
+ Ideias de Viagens
Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.