Jauá (BA)

  • Por que ir - Jauá - Orla urbanizada atrai visitantes nos fins de semana e verão Por que ir - Jauá - Orla urbanizada atrai visitantes nos fins de semana e verão
    Enviada por Marcelo Ferrão - Prefeitura de Camaçari
  • Por que ir - Jauá - Pescadores marcam presença na orla Por que ir - Jauá - Pescadores marcam presença na orla
    Enviada por Marina Silva - Prefeitura de Camaçari

Porque Ir

Distrito de Camaçari, Jauá fica a apenas 55 quilômetros de Salvador. Muitos soteropolitanos têm casas de veraneio por lá, garantindo o movimento nos finais de semana, feriados e, especialmente, no verão.

Naufrágios como Salvador, Paraná e Gambi são perfeitos para um mergulho

A orla urbanizada e repleta de bares, barracas e restaurantes divide a atenção com o mar de ondas fortes que, na maré baixa, revela recifes e piscinas naturais. Repleta de coqueiros, foi batizada com o nome de uma espécie de papagaio típica da região que faz ninhos em coqueirais.

Outras atrações da região são as dunas. Protegidas no Parque das Dunas de Abrantes, recebem os adeptos do sandboard - esqui na areia - que se divertem com as pranchas artesanais feitas por jovens da comunidade. Também os apreciadores do nascer e do pôr do sol marcam presença por ali.

Já os navios naufragados atraem os mergulhadores, que lá encontram corais e diversas espécies marinhas. Os melhores pontos são os naufrágios Salvador, Paraná e Gambi - esse, há dez metros de profundidade e totalmente destroçado. E ainda tem a Ponta da Bancada (recife de coral) e o Canyon, um paredão com fendas.

Com 2,5 quilômetros de extensão, Jauá é dividida em quatro praias: do Japonês, Sororoca, da Baleia e do Grilo. A área conhecida como Pedra da Baleia é a região central da orla, com infraestrutura de lazer e serviços, além de um calçadão. Pedra da Baleia também é ponto de chegada e partida dos barquinhos de pescadores, preservando o ar bucólico na antiga vila caiçara.

Copyright 2000-2017 Férias Brasil© Todos os direitos reservados.